Casa Created with Sketch.

Queimadas na Amazônia são o tema da manifestação Fridays for Future

O movimento organizado por Greta Thunberg se solidariza com a situação da floresta brasileira

 (Reprodução/Casa.com.br)

Nobody knows if it’s night or day”. Nos versos de “Dont Look Back in Anger”, do Oasis, Noel Gallagher traduziu o pensamento dos paulistanos na tarde da última segunda-feira (19). O céu escuro da capital paulista deixava dúvidas se era noite ou dia, às 15h.

O fenômeno deu o que falar na internet e, poucas horas depois, um dos motivos do escurecimento do céu foi esclarecido: a fumaça, originária das queimadas na região da Floresta Amazônica, que ocorriam já há alguns dias, tinham certa parcela de culpa, segundo o Climatempo, site especializado em meteorologia.

 (Reprodução/Casa.com.br)

A situação das queimadas viralizou na internet em poucas horas e preocupou pessoas ao redor de todo mundo. Campanhas e hashtags foram criadas nas redes sociais para que o governo brasileiro tomasse medidas à respeito deste crime ambiental.

A situação é tão grave, que as queimadas na Amazônia são o tema da manifestação do movimento “Friday for Future”, manifestação que ocorre mundialmente e pede por soluções para o aquecimento global.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Em nota no Instagram Oficial do movimento, o post atenta sobre as queimadas e faz um apelo: nesta sexta-feira, as greves serão em prol da Amazônia. O FFF cobra o governo brasileiro por medidas urgentes.

Mas afinal, que movimento é esse?

Fridays for Future

Em tradução livre, FridaysForFuture significa “sextas-feiras pelo futuro”. Trata-se de um movimento iniciado em agosto de 2018 por Greta Thunberg, uma jovem ativista de apenas 15 anos. A garota fez uma greve escolar e passou todos os dias, durante três semanas, em frente ao parlamento Suíço, exigindo que os governantes fizessem algo para reverter o cenário das mudanças climáticas.

A garota postou sobre a greve escolar nas suas contas pessoais do Instagram e Twitter e rapidamente viralizou. No dia 8 de setembro, Greta decidiu que continuaria as greves durante todas as sextas-feiras, até que o governo tomasse medidas para combater o aquecimento global.

 (Reprodução/Casa.com.br)

De lá para cá o movimento se espalhou pelo mundo e estudantes e adultos começaram a apoiar a causa, protestando em frente aos parlamentos locais para que seus líderes tenham atitudes de mudança.

Atualmente, o FridaysForFuture atua em 29 países e organiza manifestações em todo o globo, para alertas as pessoas sobre mudanças climáticas.

Manifestações

Além de ser o mote do FFF nesta, sexta-feira, muitas cidades brasileiras organizam-se para pedir mais atenção e cuidado com a Amazônia. Protestos foram organizados nas redes sociais e devem ocorrer em ao menos 11 cidades.

Em foto divulgada nas redes sociais, é possível acompanhar o local e horário de cada manifestação. O Greenpeace divulgou uma imagem que reúne as informações das principais manifestações.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.