Instalação com nove mil canudos alerta sobre o uso indevido do plástico

The Killer Net, de Adriano Souras, está em exposição no Museu de Design de Chicago

Por Evelyn Nogueira Atualizado em 17 fev 2020, 16h05 - Publicado em 30 Maio 2019, 11h55
Reprodução/Casa.com.br

No fim de 2018, a ONU decretou que temos apenas 12 anos para tentar salvar o mundo do aquecimento global. Isso deixou uma grande responsabilidade na mão da Geração Z: prevenir um catastrófico aquecimento global. E já podemos dizer que os jovens não estão decepcionando: Adriano Souras, um artista que está no ensino médio, criou a instalação The Killer Net com mais de 9.000 canudos plásticos descartados para atentar sobre o vício em plástico.

Divulgação/Casa.com.br

Adriano passou os últimos meses se dedicando à obra de arte. O jovem visitou cafeterias, restaurantes, espaços ao ar livre perto de sua casa, em Atenas, parques e praias ao redor do mundo.

Após lavar canudo por canudo, o jovem os juntou meticulosamente como uma rede de pesca, usando uma corda por dentro dos descartáveis. A rede mede cerca de 3,7 m² e levou cerca de cinco meses para ser finalizada.

Divulgação/Casa.com.br
Continua após a publicidade

A instalação alerta sobre como os oceanos e o plástico estão – infelizmente – inseparáveis, e colocar o público em reflexão a cerca do consumo desenfreado e irresponsável de itens descartáveis.

Na declaração da obra, o artista diz: “é visualmente atrativo e ao mesmo tempo perturbador. É um lembrete aterrorizante do nosso futuro”. The Killer Net está instalada no Museu do Design de Chicago até o dia 9 de julho, para ser um alerta constante do nosso compromisso com a redução do plástico.

Divulgação/Casa.com.br

Para saber mais sobre sustentabilidade, acompanhe as redes sociais (FacebookInstagram) da CASACOR Sustentável!

Divulgação/CASACOR

 

Continua após a publicidade

Publicidade