Conheça um purificador de ar natural e sustentável

Com filtro feito de musgo, fibra de coco, carvão ativado e lã, a peça ainda funciona objeto de decoração

Por Kym Souza 1 out 2020, 06h10

Os purificadores de ar atuais usam filtros fabricados com uma combinação de fibras de vidro e plástico. Quando chegam ao fim de suas vidas, são descartados e vão direto para aterros sanitários. Pensando nisso, designer ingleses criaram o Briiv, um purificador de ar natural e sustentável, feito com um filtro 100% biodegradável.

Reprodução/Designboom

O Briiv tem uma combinação de quatro filtros naturais totalmente biodegradáveis. Quando esses filtros chegam ao fim de suas vidas úteis, eles podem ser descartados ou, de preferência, compostados e se decomporão totalmente entre três a quatro meses, não criando nenhum aterro ou impacto em nosso planeta.

“Crescendo no interior da Grã-Bretanha, não tínhamos ideia de como a qualidade do ar que respiramos pode afetar as nossas vidas, até que nos mudamos para a cidade. De repente, descobrimos que o ar que respirávamos estava causando danos ao nosso poço e provocando alergias há muito esquecidas,” comenta a equipe do Briiv. “Queríamos a vida na cidade, mas com o ar puro e fresco do campo. Nossa missão é provar ao mundo que é possível criar produtos eletrônicos biodegradáveis ​​e circulares sem comprometer a qualidade.”, afirmam.

Reprodução/Designboom
Continua após a publicidade

O filtro é formado por quatro partes: musgo, fibra de coco, carvão ativado e . Todas essas camadas trabalham juntas para melhorar efetivamente a qualidade do ar em qualquer ambiente, ao mesmo tempo que são completamente biodegradáveis ​​no final de suas vidas. O corpo principal é formado por um novo bioplástico chamado vibers, que é feito de uma combinação de capim elefante e amido de batata residual e pode ser completamente decomposto em elementos naturais.

Reprodução/Designboom

O Briiv pode filtrar uma sala padrão de 16 m² em menos de 30 minutos, com custo baixo para operar devido ao seu design otimizado, além de ser um belo objetos de decoração.

Reprodução/Designboom
Continua após a publicidade

Publicidade