Casa Created with Sketch.

ONG oferece peças para uma mesa de fim de ano tropical

Peças feitas à mão de fibras naturais, como o sisal, palha de milho e carnaúba, trazem leveza e autenticidade para a ceia de Natal ou Ano Novo

Rede Artesol propõe explorar memórias afetivas com itens para ir à mesa manejados por artesãs do Brasil

 (divulgação/Casa.com.br)

Já decidiu como vai ser a decoração de sua mesa de Natal e Ano Novo? Que tal seguir por um estilo tropical? É o que propõe a ONG Artesol, que atua pela valorização dos artesãos brasileiros. A organização nos convida a criar ambientes inspirados em nossas etnias, nossos povos e matérias-primas que nos cercam. “É tempo de celebrar o Brasil e nossa beleza, apoiar a diversidade e cultura, celebrar nossa vida e a riqueza de conviver com quem amamos”, afirma Sonia Quintella, presidente da organização que idealizou a Rede Nacional do Artesanato Cultural Brasileiro.

Rede Artesol propõe explorar memórias afetivas com itens para ir à mesa manejados por artesãs do Brasil

 (divulgação/Casa.com.br)

Neste ano que se encerra, percebemos a importância da afetividade de nossos lares e passamos a enxergar um cenário de refúgio diante de um mundo que caminha de forma rápida e pouco gentil. Por isso, voltar às raízes, trazer nossa cultura para perto é um jeito de nos sentirmos mais acolhidos. Além disso, é sempre interessante apoiar a economia circular saudável para os artistas.

A partir dessa proposta, a Artesol selecionou peças para montar a mesa das ceias com autenticidade e significado. A dica para criar harmonia entre vários elementos é começar pela cartela de cores. Mesclar três ou quatro tons no mesmo ambiente, entre móveis e objetos. Naturais, como marrons, caramelos ou beges criam um visual leve e elegante. Nessa proposta, as plantas são mais que bem-vindas e essenciais para darem vida ao ambiente.

Rede Artesol propõe explorar memórias afetivas com itens para ir à mesa manejados por artesãs do Brasil

 (divulgação/Casa.com.br)

Peças feitas à mão de fibras naturais como o sisal, a palha de milho ou a carnaúba, permite tirarmos proveito da delicadeza e sofisticação dos trançados brasileiros, que são uma herança das nossas etnias indígenas com domínios ancestrais e únicos. Usar e abusar de estilos que permitem que materiais incomuns – miscigenados assim como nós, brasileiros, se misturem.

Estas e outras peças podem ser encontradas na loja Artiz, no Shopping JK Iguatemi em São Paulo, ou em um dos lojistas especializados em todo o Brasil no site da Artesol.

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.