Guia das prateleiras: o que é preciso considerar ao montar a sua

Elas são funcionais, fáceis de instalar e possibilitam a criação diversos desenhos nas paredes

Por Redação Atualizado em 9 Maio 2022, 20h34 - Publicado em 11 Maio 2022, 13h00
Prateleiras acima da televisão e da porta para varanda
Bruno Cardi/Casa.com.br

Da cozinha ao dormitório, passando pela sala e banheiro, as prateleiras ampliam os espaços e oferecem apoio para tudo: obras de arte, esculturas, caixas, quadros, porta-retratos, livros e pode exibir até mesmo aquela coleção tão preciosa que está escondida dentro de um armário.

Apesar de serem opções super práticas, que se adequam aos mais diversos estilos, a escolha do modelo certo acompanha o tipo de instalação, que está relacionado ao peso que deverá suportar, medidas e como promover a disposição dos objetos em um olhar equilibrado.

Para que o seu planejamento dê certo, confira as dicas da arquiteta Carina Dal Fabbro para quem deseja inserir uma prateleira na decoração:

Escolha o tipo de fixação

Prateleiras e nichos coloridos em quarto infantil
@buzinadeimagem por Herman Charles Christ/Casa.com.br

Uma das primeiras questões a serem decididas diz respeito ao modo de fixação das peças: “temos opções que contemplam vários níveis de complexidade. A maneira mais fácil de instalar é utilizando o suporte em L, que demanda apenas a realização de furos para a colocação de buchas e parafusos. Já quem opta pelas de cremalheira, o desafio é um pouco maior”, conta Carina.

Neste caso, os furos para buchas e parafusos são menores, porém há uma quantidade significativa para colocação dos trilhos. O desafio está no cuidado em medir o nível entre cada cremalheira para que as prateleiras não fiquem tortas. Uma outra possibilidade é utilizar um suporte embutido ou invisível. Por se tratar de uma instalação mais difícil e que demanda furos maiores nas paredes, recomenda-se que seja feita por profissionais especializados.

Atenção às recomendações do fabricante

As prateleiras, que se estendem desde a parede lateral até o frontão da pia, oferecem muito mais praticidade para o dia a dia dos moradores. Com temperos e pequenos utensílios sempre a mão fica impossível não sentir vontade de cozinhar!
Rafael Renzo/Casa.com.br

Uma outra dica valiosa é sempre verificar a medida da prateleira que pretende investir e o peso médio estimado que ela suporta. Por se tratar de informações técnicas, ao adquirir a peça, a arquiteta indica que o consumidor busque obter informações completas – como a carga suportada, medidas máximas entre os furos e quais são as ferragens recomendadas para a peça escolhida.

Paredes

Prateleiras em home office
Rafael Renzo/Casa.com.br

Outra questão primordial é conhecer bem a parede que receberá a peça. Em um apartamento ou casa nova, respeite as recomendações indicadas na planta fornecida pela construtora.

Continua após a publicidade

Já para casas antigas, é mais difícil saber o que há por trás da parede ou ter uma documentação delas. Existe uma lógica, que não é uma regra, com os pontos de hidráulica, elétrica e gás que podem estar passando na parede seguindo uma reta na horizontal ou vertical. Tome sempre cuidado para não danificar nenhum desses pontos.

O grande segredo é analisar bem a parede escolhida e executar o serviço com calma. Para evitar furos tortos, não esqueça de medir as distâncias com uma trena e efetuar a marcação com um lápis.

Instalação em paredes de drywall

As prateleiras preencheram a parede acima da TV e ofereceram aos moradores um espaço super otimizado para acomodar a coleção de livros 
Thiago Drummond/Casa.com.br

Apesar do receio, é possível sim instalar prateleiras e suportes de TV em paredes de drywall. Para isso, a fixação deve ser efetuada em uma chapa de aço galvanizado – previamente instalada na parte estrutural da parede -, de forma nenhuma deve ser feito apenas na chapa de gesso.

Peso

Inúmeras prateleiras com livros antigos
Patrícia Marinho Arquitetura Landhi/Reprodução

O peso que cada uma suporta está relacionado diretamente à maneira como está posicionada na parede. Cada bucha e parafuso aguentam uma quantidade máxima de peso. Por exemplo: buchas de 4 mm suportam até 2 kg; de 5 mm, entre 2 e 8 kg; de 6 mm, entre 8 e 14 kg; 8 mm, de 14 e 20 kg e buchas de 10 mm uma carga entre 20 e 30 kg.

É essencial ressaltar que o peso suportado pode variar de acordo com o modelo e fabricante dos produtos e que soma-se o peso suportado por cada uma das buchas instalada para descontar o peso da prateleira.

Excesso de peso

A prateleira acima da TV abriga pequenos objetos decorativos que deram o arremate perfeito para a decoração da sala de estar. A porta de madeira ripada branca, logo acima da prateleira, foi o recurso utilizado pela arquiteta para camuflar o ar-condicionado
Rafael Renzo/Casa.com.br

Cada peça é projetada para atender a uma necessidade específica, sendo assim, apresentam limitações de peso e de suporte. Segundo Carina, a distribuição incorreta dos objetos dispostos pode estragar o material, impactando negativamente na sua durabilidade.

“Uma prateleira de madeira lotada de livros e objetos, por exemplo, sofre com o excesso de carga e poderá envergar com o passar do tempo. O ideal é seguir as recomendações especificadas pelo fabricante do móvel”, finaliza a arquiteta.

Continua após a publicidade

Publicidade