Continua após publicidade

Descubra a versatilidade do futon na decoração

De origem asiática, o futon é uma peça versátil que traz conforto e praticidade para qualquer ambiente

Por Redação
Atualizado em 3 abr 2023, 22h22 - Publicado em 11 abr 2023, 19h00

De origem milenar, o futon carrega uma tradição que cruzou os séculos. Muitos historiadores traçam a origem da peça na Ásia antiga e datam sua expansão como parte do comércio entre as civilizações antigas, assim como sua chegada na Europa.

Varanda integrada com jardim vertical e futon cinza.
Projeto de Studio Tan-Gram. (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Atualmente, o futon ganhou diversas releituras e adaptações para se adequar aos diferentes cômodos de um projeto e as necessidades do cotidiano, porém sem deixar de lado suas características clássicas: praticidade e conforto!

Claudia Yamada e Monike Lafuente, arquitetas responsáveis pelo Studio Tan-gram, adoram trabalhar com a peça, principalmente pela versatilidade de criar recantos nos projetos. Confira sugestões de espaços onde o futon vai bem, dicas das profissionais e sugestões de décor realizados por elas. Inspire-se:

Continua após a publicidade

Aconchego para as áreas sociais

Varanda integrada com jardim vertical e futon cinza.
Neste projeto sensorial realizado pelas arquitetas Monike Lafuente e Claudia Yamada, do Studio Tan-gram, para deixar o espaço designado para o futon ainda mais convidativo, um jardim vertical foi instalado em uma parede de tijolos sobrepostos. A composição é favorecida pela luz natural que banha essa varanda integrada graças às amplas janelas. (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Os espaços sociais de um imóvel são ideais para socializar e se divertir, assim como receber convidados especiais. Por isso, o futon é uma peça coringa que combina com sala de estar, varandas, áreas gourmet e muito mais!

Varanda integrada com jardim vertical e futon cinza.
Nessa área social integrada projetada pelas arquitetas do Studio Tan-gram, a varanda ganhou uma sala de estar. E enfatizando a essência do local, ao fundo, uma parede verde é acompanhada por um sofá com estrutura de marcenaria e futon. Uma ode ao relax! (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Nos ambientes de convívio, descontração e que precisam acomodar mais pessoas, optar por um futon otimiza o espaço, podendo se adequar em dimensões que não comportam sofás, já que estes, normalmente, possuem uma estrutura de maior densidade e menos flexível.

Sala de jantar pequena com canto alemão e futon.
Para o sofá desse canto alemão, as arquitetas utilizaram o futon para garantir o conforto ao móvel e também aconchego ao ambiente, convidando ao descanso e ao relaxamento. Projeto de Studio Tan-gram. (Luis Gomes/Casa.com.br)

“Os futons apresentam uma profundidade menor e estruturas mais enxutas”, enfatiza Monike.

Continua após a publicidade

Futons em quartos multiuso

Quarto infantil com futon cinza.
Para as profissionais do Studio Tan-gram, o uso do futon sobre a marcenaria cria um longo banco, trazendo uma possibilidade de assento para o cômodo. (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Um quarto extra pode ser um local bem especial na casa, seja para instalar uma brinquedoteca para os pequenos, um cantinho gamer, uma minibiblioteca, um ateliê caseiro ou mesmo um espaço reservado para estudos ou execução de algum hobby.

Continua após a publicidade
Quarto infantil com futon cinza.
Ademais, combinar o futon com nichos e estantes concede um cenário ideal para expor colecionáveis e itens de valor sentimental para os moradores. Projeto de Studio Tan-gram. (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Nessas ocasiões, os futons caem como uma luva, deixando o projeto mais divertido, lúdico e funcional, afinal a peça pode funcionar como um sofá ou cama, auxiliando inclusive, em um quarto de hóspedes improvisado.

Home office confortável

Home office com futon com espaço de armazenamento.
Para turbinar esse projeto de home office, as arquitetas do Studio Tan-gram instalaram uma estrutura de marcenaria próximo à janela, deixando o futon fazer as vezes de sofá. (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

As jornadas de trabalho precisam ser balanceadas com momentos de relaxamento e descompressão, para isso, incluir um local de descanso no home office auxilia, inclusive, na produtividade. Além disso, em caso de escritórios e espaços comerciais, o futon pode ser uma ótima escolha para o repouso nos horários de intervalo e socialização.

Home office com futon e espaço para duas pessoas.
A marcenaria, além de englobar a estrutura que sustenta o futon, também foi trabalhada para a bancada de trabalho e os armários (tanto laterais, como superiores). (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

O futon também ajuda a quebrar a austeridade dos ambientes, deixando o espaço mais convidativo e acolhedor. As almofadas também possuem uma grande importância nesse contexto, criando um recanto de aconchego e infinitas possibilidades de harmonização entre a paleta de cores. Para esses arranjos, as arquitetas dão uma dica valiosa sobre as combinações entre a peça e as almofadas.

Continua após a publicidade

“É interessante deixar o futon em um tom mais neutro e as almofadas em cores mais chamativas, porém o contrário também pode ser feito, deixando o tecido do futon mais vivo e as almofadas em uma paleta neutra”, orienta Claudia.

Aproveitando cada espaço

Home office com futon com espaço de armazenamento.
Algumas estruturas possuem espaços tão amplos que é possível guardar outros futons, caso sejam feitos com mais de uma almofada e espuma compacta, como os dobrados no projeto do home office. Projeto de Studio Tan-gram (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Outro trunfo é que as estruturas a qual os futons são associados (normalmente de marcenaria ou MDF), possuem uma composição vazada e, exatamente por isso, concebem mais espaços para armazenamento. Além disso, a estrutura leve deixa a peça mais fácil de ser removida para a limpeza e higienização do local.

Continua após a publicidade
Publicidade