Casa Created with Sketch.

Burle Marx ganha jardim em Nova York

O trabalho do paisagista é o tema da maior exibição botânica da história do Jardim Botânico de Nova York

 (New York Botanical Garden/Divulgação)

Arquitetura, ecologia, botânica, paisagismo, sustentabilidade, design, ciência e arte se misturavam nas obras de Roberto Burle Marx (1909-1994), um dos maiores paisagistas brasileiros e o primeiro a usar plantas nativas em seus projetos nacionais.

 (New York Botanical Garden/Divulgação)

São justamente essa importância e essa multidisciplinaridade que são homenageadas na exibição Brazilian Modern: The Living Art of Roberto Burle Marx, do New York Botanical Garden, no Bronx.

“Roberto Burle Marx era uma força da natureza no Brasil – por meio de suas paisagens arrojadas, arte vibrante e compromisso apaixonado com a conservação das plantas. Sua poderosa visão modernista produziu milhares de jardins e paisagens, incluindo as famosas calçadas curvilíneas de mosaico na Praia de Copacabana, no Rio, e o belo jardim na cobertura do Banco Safra, em São Paulo”, o NYBG explica.

 (New York Botanical Garden/Divulgação)

Com jardins, pinturas, desenhos e tecidos, a mostra é a maior exibição botânica da história do Jardim e é a primeira a combinar um tributo hortícola. Por lá, os visitantes poderão encontrar jardins imersivos com plantas nativas brasileiras, parede verde, e espécies características do trabalho de Burle Marx, como bromélia, orelha-de-elefante e planta anual.

 (New York Botanical Garden/Divulgação)

Além do espaço principal, a exposição também conta com o The Explorer’s Garden, com plantas de floresta tropical; The Water Garden, com lírios e outras espécies aquáticas (incluindo um híbrido da vitória-régia) em uma piscina; e uma exibição de arte.

 (New York Botanical Garden/Divulgação)

Já o Sítio do artista, lugar que serviu como sua casa e laboratório no Brasil, foi recriado por meio de gráficos de parede em grande escala que imitam os azulejos pintados à mão, que colorem o estúdio do local.

 (New York Botanical Garden/Divulgação)

O último elemento da mostra é uma exposição sobre botânica e conservação, com foco em plantas de três principais biomas do Brasil. O acervo explora espécies de importância etnobotânica e econômica, o estudo botânico de Burle Marx, e o trabalho de cientistas da NYBG nas regiões.

 (New York Botanical Garden/Divulgação)

Em cartaz até 29 de setembro, a homenagem também inclui, aos sábados e domingos, a série Artes Brasileiras!, com apresentações de música, dança e cultura brasileira.

 (New York Botanical Garden/Divulgação)

Confira mais detalhes no vídeo abaixo:

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s