Casa Created with Sketch.

17 árvores e plantas tropicais que você pode ter dentro de casa

Com alguns cuidados e escolhas certas, é possível tornar a sua casa um paraíso tropical exuberante. Confira algumas inspirações e cuidados:

 (Daria Shevtsova/Pexels)

Uma árvore de interiores pode fazer com que o seu apartamento, por menor que seja, pareça um paraíso tropical exuberante. Mas, como tudo tem um preço, algumas condições são inegociáveis: por exemplo, é necessário ter um teto alto o suficiente para abrigar a planta confortavelmente e luz natural para que ela se sinta em casa. Portanto, não, o canto escuro de uma sala provavelmente não é o melhor lugar para isso. O melhor a se fazer é comprar uma árvore jovem e deixá-la crescer e se adaptar às condições da sua casa. Muitas espécies podem prosperar dessa forma, se cuidadas adequadamente.

Confira abaixo as 17 melhores árvores para cultivar em casa e os principais cuidados a se ter com cada uma delas:

1. Estrelícia (Caesalpinia)

 (Charlotte May/Pexels)

Se você busca uma vibe de selva, aposte na árvore do paraíso. “No interior, geralmente atingem no máximo cerca de 1,8 metro de altura e as folhas se dividem naturalmente à medida que amadurecem”, diz Eliza Blank, do portal The Sill.

Necessidades: sol forte e alta umidade.

2. Dragoeiro (Dracaena marginata)

 (Bloomscape/Reprodução)

“Para aquela sensação de meados do século”, Eliza recomenda essas plantas altas e finas. Em ambientes internos, elas podem crescer até mais de 3 metros, mas não espere um crescimento vertical reto.

Necessidades: luz solar indireta de média a alta. “Ela deixará cair as folhas se não receber luz solar suficiente”, adverte.

3. Pinheiro-de-norfolk (Araucaria heterophylla)

 (The Sprouce/Reprodução)

Embora se assemelhem um pouco às árvores de Natal (às vezes sendo usadas em seu lugar), essa planta tropical tem folhas muito mais macias e delicadas.

Necessidades: sol pleno e solo ácido.

4. Caryota

 (PlantVine/Reprodução)

Apresentando folhas exuberantes com bordas recortadas, esta variedade de palmeira espessa transportará qualquer ambiente para os trópicos.

Necessidades: luz forte abundante e muita água.

5. Oliveira (Olea europea)

 (Michigan Bulb/Reprodução)

Contanto que você esteja disposto a movê-las para fora eventualmente (ou regularmente, durante os meses de verão), as oliveiras em vasos podem ser muito felizes dentro de casa por curtos períodos de tempo.

Necessidades: boa drenagem e ampla luz solar direta.

6. Ficus triangular (Ficus triangularis)

 (NSE Tropicals/Reprodução)

“Do mesmo gênero que a clássica ficus elastica e a ficus-lira, mas com uma folha triangular única e hábito de crescimento aberto e arejado”, é como Jesse Waldman, do portal Pistils Nursery, descreve essa alternativa menos conhecida (e muito menos exigente).

Necessidades: luz forte e pouca umidade.

7. Dracena (Dracaena fragrans)

 (PlantVine/Reprodução)

Com uma silhueta em forma de palmeira encantadora e folhas listradas de verde-amarelo, a dracena precisa de luz solar filtrada.

8. Camedórea-elegante (Chamaedora elegans)

 (The Sill/Reprodução)

As suas folhas longas semelhantes a palmeiras brotam abundantemente em torno de um talo central e podem crescer bastante mesmo dentro de casa.

Necessidades: Pouca luz e muita umidade.

9. Árvore-guarda-chuva (Schefflera amata)

 (Rachel Claire/Reprodução)

“Esta versão de folhas maiores da clássica ‘planta guarda-chuva’ é fácil de cuidar”, diz Jesse. De acordo com ele, a versão “soliel” apresenta folhagens neon.

Necessidades: luz média e rega padrão.

10. Yucca (Yucca elephantipes)

 (Tim Mossholder/Pexels)

Além de serem ótimas na filtragem de ar, essas plantas com pontas pontiagudas adicionam um toque distinto do deserto a qualquer ambiente.

Necessidades: Luz solar parcial e pouca água (são tolerantes à seca!).

11. Ficus-lira (Ficus lyrata)

 (Karolina Grabowska/Pexels)

Embora não sejam as plantas mais fáceis de manter vivas, essas belezas de folhas largas são super populares “e podem crescer bem mais de 3 metros dentro de casa”, ressalta Eliza.

Necessidades: luz solar forte e indireto e “um ambiente muito consistente” (portanto, não a mova de lugar ou as folhas cairão!).

12. Candelabro africano (Euphorbia ammak)

 (Pinterest/Reprodução)

Embora tecnicamente não seja uma árvore (é uma suculenta!), esta planta semelhante a uma árvore é recomendada por Kristina Smith, do portal Jungalow, e pode crescer até 6 metros de altura.

Necessidades: luz solar total ou parcial e boa drenagem.

13. Samambaia

 (Trevena Cross/Reprodução)

“Seja uma Dicksonia ou Cyathea, as samambaias arbóreas são nativas da Austrália e da Nova Zelândia e são absolutamente incríveis”, diz Jesse. “Elas crescem muito na natureza (não atingem grandes alturas dentro de casa) com grandes folhas sobre um ‘tronco’ peludo”.

Necessidades: Luz forte, muita água (não deixe secar) e alta umidade.

14. Ficus elastica

 (Tiia Pakk/Pexels)

Embora sejam mais comumente vistas em tamanhos pequenos, essas belezas de folhas brilhantes podem ser encontradas em forma de árvore. Podem chegar até quase dois metros de altura.

Necessidades: luz forte e indireta e alguns cuidados (limpe as folhas quando ficarem empoeiradas).

15. Rhapis (Rhapis excelsa)

 (The Spruce/Reprodução)

Com folhas em forma de dedo em ramos em leque, acredita-se que essas plantas elegantes sejam nativas do sul da China e de Taiwan.

Necessidades: luz solar indireta em janelas voltada para o leste.

16. Mafurreira (Trichilia emetica)

 (Pistils Nursery/Reprodução)

Com “folhas verdes escuras, grandes e espessas que podem preencher um vazio”, esta árvore tolerante à baixa luminosidade é cheia de personalidade e volume. “Ela fornecerá aquela profundidade exuberante de verão que você pode estar procurando, contanto que você regue regularmente (até mesmo borrifando as folhas para simular ambientes mais úmidos)”, diz Tara Heibel, dona do portal Sprout Home no Brooklyn e em Chicago.

Necessidades: luz média e água pelo menos uma vez por semana. A maioria das árvores de interiores desta lista sobreviverá se você pular uma semana de rega, mas não a Mafurreira, que não se recuperará se o solo secar.

17. Costela de adão (Monstera deliciosa)

 (Huy Phan/Pexels)

Esta planta tropical de interior robusta e fácil de cultivar pode crescer até 2,7 metros.

Necessidades: luz forte e 27 centímetros de espaço em cada lado da planta para que as folhas tenham espaço para crescer para fora. Rega semanal.

* Via Architecture Digest

Leia também:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.