Casa Created with Sketch.

Painel de madeira funcional e décor clean pontuam apê de Leandro Karnal

Com integração e unidade dos ambientes, o projeto de Bruno Gap garantiu espaços confortáveis, agradáveis e convidativos

 (Rafael Gap/Divulgação)

Para este imóvel de 200 nos Jardins, em São Paulo, o arquiteto Bruno Gap atendeu todas as solicitações do ilustre morador, o professor Leandro Karnal.

Criou, por exemplo, um espaço confortável no qual ele pode receber convidados, tocar piano na sala e participar de almoços ou jantares em um ambiente agradável.

 (Rafael Gap/Divulgação)

Na reforma, a estrutura da sala permaneceu. Apenas o piso antigo foi trocado por um de fácil manutenção, que se estendeu por todo o apartamento – com exceção da suíte principal, que recebeu piso de madeira sucupira.

“Eu abri completamente o vão da porta de entrada para que o acesso ao apartamento fosse mais amplo“, conta o arquiteto.

 (Rafael Gap/Divulgação)

Enquanto isso, a sala de almoço e o quarto de serviço foram integrados à cozinha. “Neste espaço inseri um refrigerador grande e fiz o acesso para a área de serviço que, por conta da realocação da porta, ganhou um armário chão teto”, diz Bruno.

 (Rafael Gap/Divulgação)

De décor clean, o apartamento recebeu paredes brancas, piso de porcelanato com veios de pedra natural em um tom claro e um painel de madeira ripado na sala.

Suas ripas são espaçadas e servem de puxador nos locais em que existem portas embutidas. Funcional, a estrutura é um dos grandes destaques do projeto.

 (Rafael Gap/Divulgação)

Como o arquiteto não queria muitos pontos de luz no forro, fez na sala de estar uma grande sanca, que ilumina todo o ambiente, além de iluminar cortineiros para dar destaque ao veludo dos xales.

 (Rafael Gap/Divulgação)

“Coloquei apenas dois pontos de luz sobre a mesa de centro e três pontos sobre o aparador de jantar. Os abajures terminam de iluminar, de forma aconchegante, a sala, através de suas cúpulas de tecido”, diz o profissional.

“Na sala de jantar, utilizei um lustre com lâmpadas de filamento dimerizáveis. Na adega, utilizei perfis de LED embutidos na marcenaria, nada no forro”, completa.

Confira abaixo mais fotos do projeto:

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s