Casa Created with Sketch.

Móveis multifuncionais dão flexibilidade à apê em Copacabana

O projeto, assinado pela arquiteta Vivian Reimers, fica no Rio de Janeiro e conta com uma bancada móvel e duas mesas de jantar

 (Dhani b/Casa.com.br)

Esse apartamento fica num prédio dos anos 1960, em Copacabana, no Rio de Janeiro. Seus moradores, um casal com filhos que estudam fora, sabiam muito bem o que desejavam: ambientes sociais amplos e aconchegantes, para que todo mundo se sinta acolhido e em casa. Então, eles chamaram a arquiteta Vivian Reimers para realizar a reforma.

 (Dhani b/Casa.com.br)

O plano era integrar a cozinha à sala de estar e de jantar. Assim, o primeiro passo era garantir que a cozinha estivesse perfeita para acomodar todos os utensílios, pratos e louças necessários à degustação, assim como os mantimentos. A ilha central, que também serve de mesa, é móvel, o que possibilita mudar o ambiente de acordo com a demanda. Ao todo, podem ser servidos 12 convidados.

 (Dhani b/Casa.com.br)

“Uma demanda importante foi aproveitar a área central do apartamento, disposta como área de televisão, carente de funcionalidade e de luz. Área que trabalhamos e convertemos em dois ambientes: sala de TV e escritório”, explica Vivian.

 (Dhani b/Casa.com.br)

Para o jantar, a arquiteta fez uma escolha não tradicional: ao invés de uma grande mesa, ela optou por duas mesas quadradas de 1,50 m por 1,50 m. Assim como a bancada móvel da ilha central, as duas mesas podem ser arranjadas de acordo com o tipo de evento e número de convidados da noite.

 (Dhani b/Casa.com.br)

O estilo que norteou a reforma foi o contemporâneo, com linhas retas e uma paleta de cores clara baseada nos tons de branco. Para dar vida e cor aos cômodos, peças decorativas de madeira e de metal da família preenchem as estantes e paredes.

A família morou um tempo na África e possui diversas lembranças de países distantes, como o Uzbequistão – país do qual vieram os pratinhos coloridos pendurados. Em algumas paredes, a cor azul aparece, para realçar a madeira e os tons terrosos desses detalhes.

Veja mais na galeria abaixo!

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.