Casa Created with Sketch.

Sofá é peça chave na integração do estúdio de 36m²

O apartamento 9 de Julho, em São Paulo, foi reformado pelo escritório Balaio Arquitetura para um jovem casal

O apartamento de 36 m² fica localizado no centro de São Paulo, um dos principais motivos para a decisão de compra do imóvel por um casal jovem, pensando na facilidade de acesso e mobilidade.

Com medidas reduzidas e considerando que a maior parte das alvenarias é estrutural, a escolha da planta foi o que permitiu a criação de um layout racional, que atenda usos diversos de forma confortável. Quem assinou este projeto compacto é o Gabriel Luqui, do Balaio Arquitetura.

 (Manuel Sá/Casa.com.br)

A área de estar, jantar e cozinha foi ampliada, criando um espaço integrado. O sofá, elemento importante de organização para o espaço proposto, foi desenhado com dois lados de assentos, onde o lado mais profundo atende à parte da TV e o lado menos profundo funciona como assento para a mesa de jantar.

 (Manuel Sá/Casa.com.br)

O projeto foi iniciado antes da pandemia, mas já havia uma demanda sobre um espaço de trabalho. Abaixo da janela foram criados dois elementos que se cruzam, sendo um banco de madeira com espaço de armazenamento, e uma bancada em chapa metálica, que funciona como mesa de trabalho e apoio lateral para o sofá.

Acima dela, algumas prateleiras se cruzam para dar apoio a livros e plantas e criar um jogo de sobreposições, criando movimento aos elementos propostos.

 (Manuel Sá/Casa.com.br)

A cozinha funciona de forma linear, aproveitando toda a largura da área social, espaço reforçado pelo perfil de led embutido acima dos armários, no duto de passagem de infraestrutura e compondo uma das diferentes opções de ambientações propostas pela iluminação do apartamento.

 (Manuel Sá/Casa.com.br)

No banheiro foi criada uma imersão proposta pela continuidade e textura do material especificado, que é o ladrilho hidráulico, como se cada banho fosse um mergulho em uma piscina ou rio. A irregularidade de cada peça traz um toque mais natural ao ambiente, além de ser um ponto de cor e integração ao projeto, por se contrapor aos planos brancos do restante do apartamento.

 (Manuel Sá/Casa.com.br)

O apelo racional do projeto, para que atendesse todas as demandas dos clientes, como uma mesa de jantar que pudessem reunir pessoas, um espaço confortável para ver filmes, área para trabalhar e uma bancada generosa para cozinhar, nos direcionaram aos usos mais integrados, sem excessos de traços ou armários, que ficam em sua maior parte concentrados na linha proposta para abrigar a cozinha.

Por outro lado, a leveza na materialidade é apresentada nas bases neutras, nas chapas metálicas brancas e tampo de vidro, aliada ao conforto e certa rusticidade de alguns materiais, como os ladrilhos hidráulicos da bancada da cozinha e do banheiro, a madeira tauari da marcenaria e o tecido de algodão do sofá.

Veja todas as fotos do projeto na galeria:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.