Casa Created with Sketch.

Apê de 40 m² utiliza armário funcional para solucionar falta de espaço

O projeto do escritório Absence from Island apostou em um grande armário de rattan que acolhe outros móveis e serve de armazenamento

Canto alemão em madeira com almofadas cinzas. Janelas com molduras pretas. Parte de baixo do banco é composta por caixas para armazenamento. Encosto é vazado e é utilizado para guardar revistas

 (Chi, Ireen Sit/ArchDaily)

A região de Hong Kong é famosa pelo espaço apertado e selva de concreto – soa familiar, paulistanos? Os apartamentos não fogem dessa lógica. É o caso deste imóvel de 40 m², lar para uma família de três pessoas que foi reformulado pelos arquitetos do escritório Absence from Island em colaboração com o Studio Etain Ho.

Sala com canto alemão do lado direito. À frente, portas em madeira que se camuflam na parede. Tv na parede. Violão encostado no sofá

 (Chi, Ireen Sit/ArchDaily/Archinect)

O projeto visou manter a sala ampla e simples, trazendo elementos naturais para criar um ambiente descontraído e tranquilo. No entanto, porque o morador não estava disposto a cuidar de nenhuma planta, os profissionais escolheram o rattan como material chave para a sala de estar.

Produto popular na província de Guangdong, ele foi usado ​​em portas de armários, onde sua porosidade e cor clara ajudam a suavizar a existência do móvel.

Cozinha em madeira clara e modular. Mesa retrátil branca.

 (Chi, Ireen Sit/ArchDaily)

“O resultado é simples, arejado e confortável. Quando comprado, o apartamento tinha um layout típico de apartamento de Hong Kong, com 5 portas voltadas para a pequena sala de estar, o que resultava em falta de espaço nas paredes. Portanto, durante a fase de design, decidimos deslocar a porta do banheiro em direção à porta da cozinha, para fornecer um pedaço maior de parede para a TV”, disseram os arquitetos ao ArchDaily.

Mesa de escritório em madeira clara. Notebook no canto direito. Grande janela ao fundo

 (Chi, Ireen Sit/ArchDaily)

“Foi um movimento simples, mas melhorou muito o layout, conforme mostrado no plano original e no proposto. Outra solução comum para apartamentos minúsculos em Hong Kong é transformar sua casa em um transformer maluco”, explicaram.

No entanto, os arquitetos optaram por usar o “recurso transformer“, como chamaram, apenas para o grupo de itens mais obstrutivo da sala de estar – mesa de jantar e cadeiras. Eles ficam dentro de um armário e só são puxados para fora durante o uso, o que cria um grande espaço para o lazer da criança. Essas soluções foram importantes porque o armazenamento era uma das grandes preocupações do morador, que, durante a fase de design, continuou pedindo mais espaço para guardar seus itens.

Quarto com cama de casal. Janela à direita

 (Chi, Ireen Sit/ArchDaily)

O quarto da criança também ganhou destaque. Todo elevado, ele dispõe de um vão embaixo de si que se torna, também, espaço para armazenar. Para manter um interior arrumado, degraus foram colocados do lado de fora na sala de estar e dobram como assentos adicionais. Há também um conjunto de armários grandes ao lado da porta de entrada. Eles ajudam a criar um portal para a entrada principal, que é o espaço perfeito para calçar sapatos.

“Originalmente, pensamos que o cliente estava pedindo muito espaço de armazenamento, mas no final, quando eles se mudaram, todo o espaço de armazenamento foi ocupado”, contam os arquitetos.

Veja mais na galeria abaixo:

* Via ArchDaily.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.