Casa Created with Sketch.

11 projetos criados especialmente para os gatos

Muitos profissionais desenvolvem soluções práticas, funcionais e estéticas para que os pets se sintam ainda mais os reizinhos do lar! Confira-as:

Não sei se já te avisaram, mas você não tem como pet um gato. Ele que permite a convivência pacífica e social com você. Um tanto quanto territorialistas, os bichanos, como pesquisas revelam, vêem seus donos como iguais quando o assunto é morada. Eles não são gratos pela comida ou água, eles sabem que é a sua obrigação serví-los… (por que choras cachorros?)

Brincadeiras a parte – só que nem tanto – os gatinhos podem ser os mandões do lar, mas são ótimos companheiros e merecem uma atenção especial dentro de casa. Por isso, muitos profissionais da área do design e da arquitetura vivem desenvolvendo soluções práticas, funcionais e estéticas para que os pets se sintam ainda mais os reizinhos do lar.

Além disso, o evento anual Architects for Animals convida profissionais a criarem abrigos para os felinos, com o intuito de debater ideias para esse tipo de design e arrecadar fundos para a FixNation, uma organização sem fins lucrativos, que fornece serviços gratuitos de esterilização e castração para gatos de rua da Califórnia.

Então, dá uma confira abaixo nos 11 projetos feitos para o evento!

CatCube: Unidade de Habitação Meowdular por Abramson Architects

 (Divulgação/Casa.com.br)

Este sistema modular flexível projetado pela Abramson Architects usa ímãs para conectar as peças, permitindo que os responsáveis pelos animais configurem o número e o tipo de unidades que melhor atendem às necessidades de seus gatos. Linhas de feltro no interior de cada módulo e cores divertidas revestem o exterior durável. Telhas de carpete e grama de animais, que podem ser facilmente removidas para substituição ou limpeza, fornecem uma base perfeita para relaxar e arranhar. As almofadas de feltro também são presas na parte inferior de cada CatCube para levantá-lo do chão, permitindo que a unidade deslize facilmente pelo piso.

Design por D3architecture

 (Divulgação/Casa.com.br)

Para esculpir esse abrigo, a D3architecture coletou uma variedade de caixas de plástico, madeira e metal usadas para transportar leite. As estruturas se empilham umas sobre as outras, em uma base de madeira, para criar uma ampla oportunidade para escalar e muito espaço para cochilar.

The Dungeon Master’s Lair por HKS

 (Divulgação/Casa.com.br)

Esse esconderijo de 20 lados, foi influenciado pelo exterior rochoso das cavernas e também faz referência a dados de várias faces usados ​​em jogos de RPG populares. Dois lados são intencionalmente deixados em aberto para fornecer acesso para dentro e fora do abrigo, que pode ser deixado em qualquer um dos lados. A tinta preta reveste o exterior de madeira CNC. Um acabamento claro usado no interior expõe a cor natural da madeira e apresenta um colchão de pêlo branco para maior conforto.

Design por HOK

 (Divulgação/Casa.com.br)

O projeto da HOK é um sistema modular, que pode servir como uma série de recantos privados para dormir ou como um labirinto divertido. A unidade também foi projetada para atuar como um assento para humanos que desejam interagir com seus gatos. Seu exterior usa camadas de papelão para construir um cubo coberto com um plástico transparente.

Legs House por Morphosis / Xtech

 (Divulgação/Casa.com.br)

A partir de moradias urbanas, este abrigo se estende por três níveis. Seu design vertical usa ripas de madeira Kebony usinadas por CNC, uma alternativa mais sustentável, para expressar “sensibilidades tanto selvagens quanto domésticas”. As lajes variam de forma e diminuem gradualmente à medida que atingem o solo. Os dois primeiros níveis oferecem áreas para dormir e comer, enquanto o deck da cobertura apresenta plantas e atua como um espaço de observação.

Clawed Purrent; Function of the Oblique 9 por Perkins and Will

 (Divulgação/Casa.com.br)

Perkins and Will imaginaram um universo paralelo no qual os gatos governam o mundo. O nome da obra também é uma referência divertida da publicação, “A Função do Oblíquo: A Arquitetura de Claude Parent e Paul Virilio”. O tecido é coberto por cavilhas de madeira que se conectam a uma base de tubo de plástico. A peça pode ser ajustada em várias configurações para criar diferentes paisagens.

Sneaky Drawers por Rdc

 (Divulgação/Casa.com.br)

Um abrigo de concreto envolve três gavetas escalonadas neste abrigo construído pela Rdc. A concha é cortada na diagonal e é equipada com uma dobradiça, que pode ser usada para abrir e fechar a unidade, dando privacidade aos moradores felinos.

The Cat Pod por Standard Architecture

 (Divulgação/Casa.com.br)

A Standard Architects criou uma unidade flexível e modular usando uma concha de concreto pré-fabricada e preenchida com madeira de teca, certificada pelo FSC (Forest Stewardship Council) e recuperada a partir de amostras de pisos. Ripas emolduram uma porta acessível para gatos e o feltro bege cobre o chão do abrigo. O concreto foi escolhido por sua alta massa térmica, reúne calor ao longo do dia e libera gradualmente durante a noite, enquanto as paredes e portas de teca deixam entrar brisa, mantendo o gato confortável o dia todo.

The Rise of SkyWhisker por Stantec

 (Divulgação/Casa.com.br)

Uma bola de ioga foi usada para moldar este refúgio. O design da Stantec transforma o concreto em uma forma não ortogonal, influenciada pela aparência de um foguete. Dois portos de entrada são delineados em preto e seu interior foi criado usando corda de escalada reciclada.

Tent por Tracy A Stone Architect

 (Divulgação/Casa.com.br)

O design parecido com o de uma barraca usa postes de madeira para formar uma estrutura de tenda. Um tecido azul é amarrado à base para fornecer um interior semi-privado. As comodidades exclusivas do abrigo incluem um prato de água nivelado com a superfície, uma almofada de arranhar embutida e brinquedos pendurados em fios.

The Cat-esian Joint por WORD Design and Architecture

 (Divulgação/Casa.com.br)

Três tubos cinza construídos com MDO (uma forma de compensado com classificação externa muito durável), são fixados perpendicularmente um ao outro para compor esse abrigo influenciado pelas interseções e uso de espaço das juntas cartesianas. O interior do duto é revestido com um piso de feltro azul. Semelhante a um tronco de árvore oca, várias aberturas na superfície permitem a entrada e a saída.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s