Vãos promovem espaços adicionais e privacidade à casa portuguesa

Com pisos assimétricos e disposição incomum de blocos, o projeto garantiu à casa, ao mesmo tempo, espaços modernos e privados

Por Yara Guerra Atualizado em 17 fev 2020, 15h52 - Publicado em 5 set 2019, 16h00
Ivo Tavares Studio/Divulgação

Localizada em Guimarães (Portugal), a Casa A foi planejada pelo escritório REM’A, que buscava garantir espaços abertos e privacidade através de um projeto repleto de vãos.

Inserida em uma área de população densa, cheia de casas circundantes e com o desejo de fornecer privacidade, a morada precisou de um planejamento estratégico.

Ivo Tavares Studio/Divulgação

Um piso superior assimétrico foi colocado próximo ao térreo, pairando sobre o piso inferior com seções que se elevam em cantilever.

Um dos pontos altos do projeto, o exterior da casa de madeira, foi disposto em um padrão diagonal que se assemelha a um ninho – quase como se fosse para proteger os espaços privados.

Continua após a publicidade

Ivo Tavares Studio/Divulgação

Quando esta madeira envelhecer com o tempo, vai se desbotar gradualmente e passar a parecer com a cor do concreto ao redor.

A parede do perímetro na parte de trás da casa, por sua vez, fica afastada do deque oculto do andar superior. Dessa forma, permite uma vida particular sem espectadores e a oportunidade de ficar do lado de fora.

Da forma como foram montados – assimétricos e cortados por vãos – os blocos conferem à casa, ao mesmo tempo, espaços modernos e de privacidade assegurada.

Confira na galeria abaixo mais fotos da Casa A:

Continua após a publicidade

Publicidade