Casa Created with Sketch.

O retrofuturismo propõe uma nova visão arquitetônica do Irã

O designer Mohammad Hassan Forouzanfar criou uma série de fotomontagens que fundem locais importantes do Irã com uma arquitetura contemporânea e improvável

 (Reprodução/Casa.com.br)

Muito usado na década de 1990, o retrofuturismo é uma técnica que representa o futuro incluindo percepções de uma era retro, mesclando ambos os tempos e conceitos. Pautado nisso, o designer Mohammad Hassan Forouzanfar criou uma série de fotomontagens que fundem locais importantes do Irã com uma arquitetura contemporânea e improvável.

 (Reprodução/Casa.com.br)

As possíveis construções são inseridas nas províncias de Fars, Sistan e Baluchistan, Khuzestan e Kashan. A série combina diferentes materiais, estilos e épocas em palácios reais pré-islâmicos e castelos.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Marcados pelo uso de vidro e metais frios, as construções se exaltam no meio da paisagem do deserto, resultando em imagens impressionantes.

 (Reprodução/Casa.com.br)

O objetivo da intervenção fotográfica no Irã é pautar uma nova forma de restauração de locais icônicos, apresentando uma visão crítica social e política sobre a realidade do país e a importância dos artefatos arquitetônicos iranianos.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s