Casa Created with Sketch.

Nova York ganha parque em forma de ilha futurista!

Com uma plataforma ondulante, o Little Island possui colunas de concreto em formato de cogumelos e níveis diferentes

 (Timothy Schenck/dezeen)

Já imaginou poder criar uma ilha do zero? Foi isso o que o designer britânico Thomas Heatherwick fez na cidade de Nova York. As 132 colunas de concreto, utilizadas para a criação, foram colocadas no rio Hudson para apoiar o parque Little Island.

 (Timothy Schenck/dezeen)

Com 2.4 acres, duas pontes conectam o parque e um teatro ao ar livre ao continente. Localizado no bairro Chelsea, lado oeste de Manhattan, a produção da nova atração foi de Heatherwick Studio com uma empresa de engenharia global, a Arup, e os arquitetos paisagistas locais, MNLA.

A ideia do projeto teve como inspiração as estacas do antigo Pier 54, que se projeta na água e fornece um viveiro de peixes. 

 (Timothy Schenck/dezeen)

“Normalmente, os pilares são compostos de estacas estruturais que descem para o leito do rio com lajes que os cobrem para fazer uma superfície. No entanto, fomos inspirados por essas estacas e pela engenharia civil necessária para construir estruturas capazes de resistir às condições extremas do rio”, explica Heatherwick – via dezeen.

 (Timothy Schenck/dezeen)

O designer demorou oito anos para terminar o planejamento e, originalmente, seria chamado de Pier 55. Proposto pela primeira vez em 2014, a construção só foi ser finalizada em 2019, quando renomearam para Little Island

 (Timothy Schenck/dezeen)

Mais de 540 metros de caminho contorcem o parque, passando por mirantes e espaços de atuação – incluindo um anfiteatro que emoldura a água atrás do palco. Cada estaca pode suportar até 350 toneladas e foram cravadas com profundidade de 61 metros abaixo da água.

 (Timothy Schenck/dezeen)

Os elementos que compõem o concreto pré-moldado de Little Island, fabricados usando 39 formas diferentes, tiveram que ser transportadas para o local por meio de barcaças. As peças foram ajustadas por meio de uma laje, conectando tudo. O topo das pilhas é feito de “pétalas” que geram recipientes de seis metros de largura cheios de terra.

 (Timothy Schenck/dezeen)

Para dar cara à ilha, o MNLA selecionou 400 espécies de plantas e 100 tipos de árvores para o projeto. Todas as folhas são persistentes, estrategicamente escolhidas para impedir que o vento do rio atrapalhe a movimentação dos visitantes pelo espaço.

Tornando o parque ainda mais convidativo, áreas com gramados para tomar sol durante o verão também foram planejados, assim como três ambientes para performances, incluindo um anfiteatro com bancos de madeira e capacidade de 700 pessoas na audiência.

 (Timothy Schenck/dezeen)

Há, também, um espaço central com capacidade de 3.500 pessoas e um palco mais intimista de 200 pessoas.

Utilizando a madeira robínia, nativa de Nova York, degraus conduzem as pessoas pela paisagem montanhosa, cheia de altos e baixos. Para uma experiência mais aventureira, pilhas de pedras são organizadas para as pessoas escalarem os caminhos. 

 (Timothy Schenck/dezeen)

Todas as instalações dos bastidores dos locais de atuação se localizam sob o píer e podem ser acessadas por uma das pontes. Assim, sem estruturas extras no parque, a vista permanece intacta. 

Ficou com vontade de ver de perto? O Little Island está aberto ao público e pode ser acessado com ingressos cronometrados e gratuitos. 

*Via Dezeen

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.