Casa Created with Sketch.

Google inaugura primeira loja física em Nova York

O espaço é formado por móveis de cortiça e materiais reciclados 

 (Paul Warchol/Google)

A Google Store ocupa um espaço térreo no antigo Port Authority Building – estrutura art déco que abriga uma das sedes da empresa – localizado no bairro Chelsea, em Nova York.

No dia 17 de junho, os primeiros visitantes conheceram o espaço criado pelo estúdio de arquitetura Reddymade. A fachada envidraçada está situada em frente a um dos pontos mais populares da cidade, o Chelsea Market.

 (Paul Warchol/Google)

Suchi Reddy e Ivy Ross – presidente de design, experiência dos usuários e do Google Hardware –  se reuniram para construir uma experiência única, baseada na colaboração que realizaram em 2019 para a semana de design de Milão.

 (Paul Warchol/Google)

O projeto da loja constituí elementos da exposição A Space For Being – “Um Espaço Para Ser”, em tradução livre – que utilizou princípios fundamentais da neuroestética, ramo da ciência que examina como o visual pode impactar nossos corpos e mentes. Para tornar o ambiente convidativo, materiais e peças de madeira de Daniel Michalik foram selecionados.

Veja também

 (Paul Warchol/Google)

Na entrada, o Imagination Space permite com que os convidados interajam com os produtos e tecnologias da marca, por meio de uma série de telas suspensas entre o piso e o teto. A área fechada desperta os compradores para as maravilhas encontradas nas inovações digitais em exibição.

 (Paul Warchol/Google)

Uma linha fina de metal preta traça um caminho fluido e chama atenção entre as várias vitrines, ao redor do espaço. Atuando como uma central de ajuda, um balcão circular possui um letreiro escrito “Aqui para ajudar” diversas vezes em forma de um anel, como se fosse uma auréola.

Bancos, puffs e banquetas, espalhados pelo ambiente, podem ser usados pelos clientes ou quem precisa de assistência com algum item.

 (Paul Warchol/Google)

“Caixas de descoberta” iluminadas divulga os produtos do Google e permitem que os visitantes conheçam o catálogo da empresa usando tecnologia de realidade aumentada.

 (Paul Warchol/Google)

O design destaca o piso feito 100% de resíduos de fábrica, reciclados pela empresa sueca Bolon, e painéis acústicos com um acabamento em feltro de plástico 100% PET – contendo pelo menos 60% de conteúdo pós-consumo -, pelo fabricante norte-americano Kirei. As características garantiram o certificado LEED Platinum, para construções sustentáveis.

*Via Dezeen

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.