CURA: uma UTI portátil feita a partir de contêineres

O projeto sem fins lucrativos tem como objetivo oferecer leitos de tratamento intensivo de forma rápida

Por Redação 8 abr 2020, 16h57

Em momentos de crise, designers se esforçam para criar soluções rápidas e práticas para mitigar os efeitos da pandemia de Covid-19. Um desses esforços é chamada CURA, uma unidade para tratamento intensivo de doenças respiratórias feito a partir de contêineres. Criada pela firma de design Carlo Ratti Associati, a estrutura pode ser montada rapidamente, como uma barraca de hospital, mas é segura como uma ala de isolamento.

Reprodução/Casa.com.br

Isso se deve graças ao sistema de bio-contenção com pressão negativa. A ideia é deixar os códigos e diretrizes do projeto abertos para o mundo, assim o maior número possível de cidades poderá usufruir da CURA e, talvez, a falta de leitos possa ser minimizada. Milão, na Itália é a localidade prioritária para a UTI portátil. O projeto não possui fins lucrativos.

Reprodução/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Cada contêiner do CURA funciona de maneira autônoma e pode ser deslocada. Os pods individuais ficam conectados por uma estrutura inflável, o que permite criar várias configurações em poucas horas. Assim, os hospitais ou centros de saúde podem ganhar espaço extra em tempo recorde, por exemplo.

Reprodução/Casa.com.br

Como o objetivo é rapidez e independência, os pods do CURA são feitos para estarem prontos para o uso. As cápsulas conteriam todo o equipamento médico necessário para dois pacientes em UTI, como ventiladores e suportes intravenosos.

Continua após a publicidade

Publicidade