Casa Created with Sketch.

Diário de Reforma: o processo de construção de uma casa funcional

Com o perfil Da Casa da Pati, ela conseguiu tirar dúvidas e compartilhar a reforma de forma simples e objetiva

Se o Instagram é a rede social perfeita para compartilhar alguns dos melhores momentos da vida, o Pinterest é a ferramenta ideal para quem procura inspirações de decoração. Porém, Pati decidiu unir o útil ao agradável ao criar o seu perfil, Da Casa da Pati, em que mostra o seu processo de reforma e decoração com fotos feitas pelo celular para o Insta.

“Eu comecei reunindo inspirações. Sempre amei qualquer assunto relacionado à casa e decoração. Já morava com meu marido no nosso apartamento, mas nem imaginava que morar numa casa (de verdade) seria o próximo passo”, disse ela em entrevista ao portal Casa.com.br.

Para ela, dividir com os seguidores as dificuldades da reforma, depois de compartilhar tantas inspirações, se tornou um movimento natural, e as pessoas que acompanhavam a conta ficaram felizes em ajudá-la nessa nova fase.

Com quase 60 mil seguidores no Instagram, Pati explica que criou a conta antes do boom de perfis sobre apartamentos e casas em reforma e hoje vê essa plataforma como uma ferramenta muito útil para o processo inteiro: “Só quem passa por uma reforma sabe a ‘dor de cabeça’ que é. E ir compartilhando as dúvidas, os erros e os acertos, acaba sendo uma forma de ajudar e ser ajudada ao mesmo tempo”, disse.

View this post on Instagram

c o z y 🕯 boa noite a todos ✨

A post shared by Da Casa da Pati (@dacasadapati) on

View this post on Instagram

Namast'ay in bed ✌🏼

A post shared by Da Casa da Pati (@dacasadapati) on

Pati explica que o mais importante durante a reforma é se atentar aos detalhes, como prestar atenção na cor do rejunte, e procurar estar sempre presente para acompanhar a evolução da obra – ou, no mínimo, ter alguém que possa ajudar com isso enquanto ela acontece. “E compartilhar as dúvidas! Tem um batalhão de gente para ajudar”, completa ela.

Cabeça por trás do Da Casa da Pati, ela diz ainda que gostaria de ter contado com a ajuda de um arquiteto durante o processo, justamente para ter uma rotina mais tranquila enquanto ela acontecia. “Acho que poderíamos ter tido menos dor de cabeça durante o processo se tivéssemos alguém de confiança e da área lá controlando… Mas também já me disseram que se não fosse o ‘nosso olho’ lá, quase que diariamente, não teria ficado tão a nossa cara no final..

De qualquer maneira, ela sente que o objetivo, com certeza, foi alcançado: montar uma casa funcional e que tivesse certo aconchego. “Meu objetivo sempre foi um lar funcional. E também queria que tivesse o aconchego de uma casa de campo misturada com o estilo escandinavo. A arquitetura da casa me levou a isso. O pé direito de 6m, as muitas janelas grandes, a entrada de luz natural é enorme e quis aproveitar isso. Cinza, branco e preto sempre foram minhas escolhas para a paleta da casa”, finaliza.

Para ver todos os perfis do Diário de Reforma, clique aqui

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s