Azulejos antigos, piso original e cheirinho de café em cozinha brasiliense

A cozinha pequena ganhou reforma ágil e funcional nas mãos escritório Tribeira Arquitetura e Interiores

Por Morar61 Atualizado em 17 fev 2020, 15h49 - Publicado em 24 set 2019, 12h37
Assim como a bancada, as prateleiras são feitas de teca, madeira nobre resistente à água. A combinação com os azulejos retrô e os outros elementos de aço criam um estilo que faz referência ao industrial. Bruno Pinheiro/Morar61

Neste endereço brasiliense, o perfume de café é uma constante. “O morador, que já foi além do título de barista e se tornou um especialista na bebida, divide o endereço com uma doceira de mão cheia”, conta a arquiteta Manuela Galvão, amiga dos moradores e sócia do escritório Tribeira Arquitetos ao lado dos também arquitetos André Oliveira e Rodrigo Gimenes. Não foi à toa que depois da reforma comandada pelo trio a cozinha se tornou o ambiente queridinho no novo endereço do casal, na Asa Norte.

Bruno Pinheiro/Morar61

Conquista recente, a compra do imóvel veio acompanhada de dúvidas sobre a melhor forma de modernizar o local sem descaracterizar o clima retrô e nem gastar fortunas. A ideia de manter os azulejos brancos de 15 x 15 cm nas paredes e a cerâmica original no piso foi bem recebida. “Mudamos a pia de lugar para tornar a circulação mais prática. Partindo daí, nos restou planejar as outras mudanças com o mínimo de interferência, para preservar as peças originais”, lembra Rodrigo.

Quer saber mais sobre esse projeto lindão? Clique aqui e acesse o conteúdo completo do site Morar61!

Continua após a publicidade

Publicidade