Casa Created with Sketch.

Programa de reciclagem troca materiais por pontos e créditos

Na Casa so+ma, em Curitiba, é possível trocar o material reciclável por cursos, alimentos e serviços

A empreendedora Claudia Pires, fundadora do So+ma.

A empreendedora Claudia Pires, fundadora do So+ma. (Veja/Divulgação)

A cidade de Curitiba acaba de marcar mais um ponto: foi inaugurada, no mês passado, mais uma Casa so+ma. Este é um programa que busca incentivar a prática da reciclagem através de benefícios: os participantes trocam o material reciclado por alimentos, serviços, desconto em comércio local e até mesmo cursos de qualificação profissional por meio do programa so+ma vantagens.

 (Divulgação/Casa.com.br)

Para participar, a pessoa deve levar o material já separado à casa e se cadastrar no local e receber sua carteirinha. Depois, os resíduos são pesados e convertidos em pontos (cada tipo de material recebe uma pontuação diferente), que são acumulados como créditos. A partir daí, os participantes podem escolher a recompensa que desejam receber.

Entre elas, existem alimentos de cesta básica e cursos de aprimoramento profissional, como fotografia, artesanato, negócios, culinária etc. Os créditos podem, ainda, ser trocados por desconto na compra de óculos de grau e mesmo virar criptomoedas.

Prefeito curitibano Rafael Greca, Marilza de Oliveira Dias (Secretária de Meio Ambiente), Dirceu da Silva (pres. Ecocidadão Vila Corbelia), Rafael Greca, Claudia Lima da So+ma e Ricardo Rodrigues da SIG (empresa de embalagem), na inauguração da Casa so+ma em Curitiba.

Prefeito curitibano Rafael Greca, Marilza de Oliveira Dias (Secretária de Meio Ambiente), Dirceu da Silva (pres. Ecocidadão Vila Corbelia), Rafael Greca, Claudia Lima da So+ma e Ricardo Rodrigues da SIG (empresa de embalagem), na inauguração da Casa so+ma em Curitiba. (Divulgação/Casa.com.br)

O material recolhido é encaminhado para uma cooperativa de catadores da região, de forma que eles recebam um volume maior de resíduos recicláveis, com mais qualidade e higiene. “O objetivo é que, ao mesmo tempo que a gente traga impacto ambiental, tirando os resíduos do meio ambiente, a gente consiga somar o impacto social”, diz Cláudia Pires, fundadora da Casa so+ma. 

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, acredita que a iniciativa seja vantajosa para a população pois, além de gerar impacto positivo, também faz com que a prefeitura economize na limpeza da cidade e de suas galerias pluviais, evitando também as enchentes. “Se nós tratarmos bem o meio ambiente, os rios, os bairros, os parques e os terrenos baldios, nós estaremos tratando bem a nós mesmos”, ele comenta.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente de Curitiba, a cidade já separa 22% de seus resíduos para reciclagem, contra a média nacional de 3%. Todo o material arrecadado vai para 40 cooperativas de catadores. Para continuar trabalhando nesta direção, a prefeitura pretende instalar dez unidades da Casa So+ma na cidade junto aos novos ecopontos, que recebem resíduos de construção civil e vegetal.


Para saber mais sobre sustentabilidade, acompanhe as redes sociais (FacebookInstagram) da CASACOR Sustentável!

 (Divulgação/CASACOR)

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s