Ecomotores movidos a gás natural e biometano passam a circular em Curitiba

Esse tipo de combustível emite entre 70% e 85% menos material particulado no ar comparado ao diesel comum

Por Redação Atualizado em 17 fev 2020, 16h09 - Publicado em 17 abr 2019, 16h51
Reprodução/Casa.com.br

O Paraná tem sido referência em sustentabilidade no país! Case de sucesso, o Estado se destacou recentemente por ser a primeira região do Brasil a receber uma usina geradora de energia por meio de esgoto e lixo. Agora, a aposta de Curitiba é implantar transporte movido a gás natural e biometano (combustível derivado da decomposição de resíduos).

Os ônibus são da indústria Scania, que foi convidada pelo prefeito Rafael Greca a instalar na capital paranaense uma fábrica de ecomotores. “Curitiba é a cidade ideal para uma indústria de ecomotores, temos todas as credenciais para uma empresa dessa natureza”, disse Greca durante a visita de diretores da Scania no Brasil, Silvio Munhoz e Cristiano Locatelli.

Reprodução/Casa.com.br

Segundo Munhoz, a maior vantagem do uso do gás natural na frota do transporte coletivo é contribuir para a redução da poluição. “Esse tipo de combustível emite entre 70% e 85% menos material particulado no ar comparado ao diesel comum”, disse. A fabricante garante que o modelo também diminui em torno de 28% o custo operacional por quilômetro rodado. 

Reprodução/Casa.com.br
Continua após a publicidade

De acordo com um relatório recente do Greenpeace, se nada for feito em relação a poluição causada por ônibus movidos a combustíveis fósseis, cerca de 180 mil pessoas irão morrer por decorrência disto até o ano de 2050

Reprodução/Casa.com.br

O projeto já conta com apoio da Compagas, Companhia Paranaense de Gás, fornecedora estadual de abastecimento de gás natural, e uma empresa de reciclagem que produzirá o biometano. A expectativa é de que até o final do ano, toda a frota seja substituída por esses veículos com GNV ou biometano (ou a mistura dos dois).


Para saber mais sobre sustentabilidade, acompanhe as redes sociais (Facebook Instagram) da CASACOR Sustentável!

Divulgação/CASACOR
Continua após a publicidade

Publicidade