Vistoria de entrega do imóvel: um checklist para não esquecer nada!

Saiba que pontos merecem atenção nesse momento para não ter dor de cabeça depois da entrega das chaves

Por Yeska Coelho 23 dez 2020, 09h01

Sabemos que a ansiedade de pegar a chave do seu imóvel novo é um sentimento difícil de controlar, mas, durante o processo de vistoria que antecede a entrega, é importante se atentar a alguns pontos.

Reprodução/Design Milk

Para não deixar que a emoção tome conta e deixe que aspectos importantes passem despercebidos, os arquitetos Renato Andrade e Erika Mello, à frente do Andrade & Mello Arquitetura, fizeram um checklist para ajudar a não esquecer nada durante a vistoria. A seguir, confira os principais aspectos elencados pelos especialistas!

1. Elétrica

Na entrega das chaves, é importante que o imóvel esteja com o relógio instalado e a energia elétrica funcionando. O arquiteto Renato Andrade recomenda ter em mãos um multímetro digital – aparelho que mede a tensão, corrente e resistência – ou mesmo um carregador de celular para verificar se as tomadas estão em pleno funcionamento.

Passando para o quadro de distribuição, é importante verificar se os disjuntores estão com os circuitos elétricos demarcados. “Como proteção e para manutenções posteriores, o morador precisa saber, por exemplo, qual é o disjuntor que representa cada cômodo para desligá-lo pontualmente”, explica Renato.

Para finalizar, o especialista também aconselha levar uma lâmpada na bolsa para testar, um a um, os bocais de iluminação.

2. Hidráulica

Em relação a parte hidráulica, é fundamental fiscalizar todos os detalhes. Para isso, é indicado abrir todas as torneiras do imóvel e deixar que o fluxo de água acumule um pouco na cuba – seja do banheiro, da cozinha ou do tanque.

Luis Gomes/Casa.com.br

“O objetivo é verificar se o fluxo de água nas torneiras está a contento, se o escoamento de água está contínuo e se não existe nenhum tipo de vazamento nos sifões”, esclarece Erika. Ao liberar o volume acumulado na cuba, a presença de bolhas e água parada são indicadores de um possível entupimento no sistema de esgoto.

Continua após a publicidade

Além das torneiras, vale acionar a descarga para verificar se o dispositivo está regulado e se não há demora além do normal para o reabastecimento da caixa acoplada. “Também fique de olho em possíveis manchas na parte inferior dos registros, que podem acusar problemas de instalação ou na peça. E cada ralo deve ser testado com um balde cheio de água”, complementa a arquiteta.

3. Revestimentos

Uma dica esperta dada pelos arquitetos para verificar se os revestimentos da parede e dos pisos estão bem assentados é dar leves golpes contra o material cerâmico utilizado um cabo de vassoura. Se houver a incidência de um som oco, preocupe-se, pois isso é um sinal de descolamento em função da ausência de massa e a não aderência na superfície.

Luis Gomes/Casa.com.br

O caimento do piso é outro ponto importante que não é perceptível a olho nu. Uma ideia para ver se há escoamento em áreas importantes – como o box do banheiro – é utilizar uma bolinha de gude ou de silicone. Segundo Renato, “essa medida, executada no durante a obra, faz com que a água escoa para o ralo, e não em sentido contrário”.

Por fim, e não menos importante, verificar a aplicação dos rejuntes ajuda a evitar infiltrações ou outros problemas do tipo no futuro e por essa razão, é fundamental que o futuro morador analise se estão aplicados de maneira homogênea e bem higienizados.

4. Portas e janelas

Na entrega do imóvel, as esquadrias devem estar limpas e com funcionamento perfeito. “O excesso de sujeira costuma ocultar riscos e outros danos”, adverte Renato Andrade.

Emerson Rodrigues/Casa.com.br

O especialista recomenda fazer uma análise minuciosa, verificando se não há nenhum desgaste ou puídos nas portas, se o encaixe e manuseio das persianas está perfeito e também das portas. “Nas fechaduras, abra e feche as portas mais de uma vez para ver se a chave gira tranquilamente na fechadura e fique atento para ver se as folhas estão empenadas, pegando no batente ou chão ou fazendo ruído exagerado”, recomenda o arquiteto.

Outros pontos importantes do checklist

  • As paredes devem estar lisas, sem sinal de umidade e com pintura homogênea.
  • Nos banheiros e áreas molhadas, o gesso não pode apresentar manchas amareladas, pois é um sinal de que pode haver vazamentos do apartamento superior.
  • Se o apartamento for entregue com pisos, em nenhuma hipótese pode apresentar respingos de tinta.
Continua após a publicidade

Publicidade