Continua após publicidade

As melhores dimensões para bancadas de cozinha, quarto e home office

Podendo ser adicionadas em cozinhas, quartos e home offices, estas peças deixam o dia a dia mais prático

Por Redação
Atualizado em 14 dez 2022, 16h26 - Publicado em 11 abr 2022, 13h00
Bancada de cozinha
Projeto Studio Tan-gram (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Com o aumento de interesse por apartamentos menores, todo centímetro se tornou extremamente valioso em um projeto. E para que tudo se encaixe perfeitamente, os móveis precisam apresentar funcionalidade máxima para a casa e otimizar o espaço da melhor maneira.

Visando atender estas necessidades, surgem as bancadas – que podem ser inseridas em diferentes cômodos, como cozinhas, quartos e home offices. Porém, para ter esta versatilidade, suas medidas variam e dependendo do contexto. Para que nenhum erro aconteça, arquitetas do Studio Tan-gram explicam quais as medidas ideais para cada local:

Bancadas para refeições

Bancada de cozinha

Continua após a publicidade

As bancadas são mesas lineares, geralmente empregadas com banquetas ou cadeiras mais estreitas, que ficam na cozinha e, em alguns casos, como em ambientes integrados, dividem espaço com a sala. Elas podem servir para refeições rápidas ou como uma pequena mesa de jantar para a família.

Bancada de cozinha
Projeto Studio Tan-gram (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Com no mínimo 40 cm de profundidade para acomodar com perfeição o prato, a bancada alta deve ter entre 1 e 1,15 m de altura e devem ser acompanhadas por banquetas, que devem apresentar de 0,70 e 0,80 m para acomodar a todos de forma confortável – mas as medidas de altura podem variar de acordo com o tamanho e a necessidade dos moradores da casa.

Continua após a publicidade
Cozinha pequena com bancada
Projeto de Pílula Arquitetura (Luiza Schreier/Casa.com.br)

Para bancadas baixas, indicadas para aqueles que pretendem realizar todas as refeições por ali, a altura é semelhante à de uma mesa tradicional, podendo variar entre 0,75 e 0,80 m, demandando o emprego de cadeiras ou banquetas em alturas convencionais.

Em ambientes muito pequenos, é importante que as medidas sejam determinadas de forma correta, para não comprometer a circulação ou prejudicar a abertura de móveis.

Continua após a publicidade

Dicas: não se esqueça de considerar o espaço livre para as pernas e opte por cadeiras ou banquetas que possuam encosto para as costas. Elas são muito mais confortáveis!

Bancada para home office

Bancada de home office

Continua após a publicidade

As medidas para o home office podem alterar, mas de acordo com a dupla do Studio Tan-gram, a recomendação é executar a marcenaria com 0,75 a 0,80 m de altura, assegurando assim uma ergonomia eficaz para um expediente de 8 horas.

No que se refere a profundidade, o parâmetro entre 0,60 e 0,70 m funciona. Caso não haja tanto espaço disponível, as especialistas explicam que é possível reduzir a para até 0,50m.

Cloffice com mesa de parede a parede
(The Nordroom/Reprodução)

Quanto à largura, considere 1,20 m sempre que possível. Assim, as pessoas têm 0,80 m livres para conseguirem se movimentar. Com os 0,40 m restantes, podem fazer um gaveteiro para o dia a dia.

Bancada para quarto

Bancada de quarto

Já a peça no quarto é fundamental para quem busca um espaço multifuncional. Ela pode servir como aparador para a TV, mesa de estudos, bancada de trabalho e até mesmo como penteadeira. Aqui, o padrão de altura utilizado também é de 75 cm com uma média de 80 cm de extensão. Para quartos infantis, bancadas com aproximadamente 60 cm de altura são bem-vindas.

Continua após a publicidade
quarto com cama de casal e bancada para home office à direita
Projeto Gabriel Cordeiro Arquitetura (foto: Mariana Orsi/produção: Deborah Apsan/Casa.com.br)

Uma outra opção é investir em mesas com altura regulável, assim ela irá acompanhar o crescimento da criança começando com 50 cm de altura e chegando até os 75 cm.

Publicidade