Casa Created with Sketch.

Cadeira gamer é realmente boa? Ortopedista dá dicas de ergonomia

Confira também dicas do que você precisa observar na peça antes de comprar a sua

Com o aumento do trabalho em esquema de home office, muitas pessoas tiveram que montar um espaço em casa para realizar as tarefas. A demanda por mesas e cadeiras de escritório aumentou junto com a de outros mobiliários. Em agosto deste ano, as vendas do comércio varejista de móveis registraram aumento de 4,2% em volume de peças, segundo a Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel).

 (Unsplash/Laura Davidson/Casa.com.br)

Um dos modelos de móvel que mais chamou a atenção dos consumidores neste período foi a cadeira gamer. O assento é frequentemente escolhido por pessoas que passam muito tempo em frente ao computador, como os apaixonados por jogos virtuais. Mas, afinal, a cadeira gamer é realmente boa? Convidamos um especialista em coluna para falar sobre o assunto e indicar os melhores equipamentos para quem passa boa parte do dia usando mesa e cadeira — seja no escritório ou em casa.

Cadeira gamer da Noblechairs, na Kabum

Cadeira gamer da Noblechairs, na Kabum (divulgação/Noblechairs/Kabum/Casa.com.br)

Segundo o ortopedista Dr. Juliano Fratezi, a cadeira gamer é sim uma boa opção para quem trabalha muito tempo sentado em frente ao computador. “Principalmente por conta de suas várias possibilidades de regulagem de altura, apoio para braços e os suportes para a cervical e para a lombar. Mas vale lembrar que a pessoa tem que se sentar direito e regulá-la adequadamente”, pontua o médico. 

Antes de comprar uma cadeira, ele indica que você observe os seguintes pontos para garantir uma boa ergonomia:

  • O encosto deve respeitar a curvatura natural da coluna e acomodar a região da lombar;
  • A altura deve ser aquela que permite que a pessoa fique com o joelho a 90º — caso seja necessário, providencie um apoio também para os pés, mantendo-os no chão ou nesta superfície;
  • O braço também deve ficar a 90º da mesa, apoiado de modo que não tensione a região dos ombros e cervical;
  • Manter o monitor na altura dos olhos para evitar forçar o pescoço para baixo e ficar se encolhendo para digitar;
  • O apoio para o pulso (como os dos mousepads) também pode dar mais conforto.

Mais do que ter um ambiente bem equipado, o especialista recomenda também fazer pausas durante o expediente para fazer um alongamento, relaxando e diminuindo a tensão muscular. E, em caso de dores, é importante consultar um médico. 

Design e ergonomia

Uma das marcas que lançou modelos de cadeira gamer que unem design à ergonomia foi a Herman Miller, que desenvolveu três tipos delas. A mais recente é a Embody Gaming Chair, que faz parte de uma linha de móveis e acessórios criados pela marca de design em parceria com a empresa de equipamentos tecnológicos Logitech. 

Cadeira Embody Gaming, desenvolvida pela Herman Miller em parceria com a Logitech

Cadeira Embody Gaming, desenvolvida pela Herman Miller em parceria com a Logitech (divulgação/Herman Miller/Casa.com.br)

A peça, que tem distribuição de pressão e alinhamento natural, foi inspirada no modelo clássico da Herman Miller, a Embody Chair. Pensando nos jogadores profissionais e streamers, as empresas criaram também três mesas com altura ajustável e um suporte para computadores e monitores. 

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.