Plantas e pets: quatro espécies para enfeitar a casa sem riscos

É preciso ter cuidado com algumas espécies comumente encontradas em vasos e jardins

Por Kym Souza 30 set 2020, 06h00

As pesquisas já dizem: o número de cães e gatos presentes dentro dos lares brasileiros já é maior que o de crianças. No mundo, são 130 milhões de animais domésticos que fazem parte de uma família e, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o Brasil possui a segunda maior população pet do mundo, com 22,1 milhões de felinos e 52,2, milhões de cães.

Com tanto carinho dentro de casa, é de se esperar que eles sejam curiosos e muito brincalhões com qualquer coisa que veem pela frente, inclusive, plantas.

Almanac/Reprodução/Pinterest

As plantas e flores exalam perfumes únicos, são de texturas e cores diferentes, atraindo atenções dos bichinhos, o que pode ser muito perigoso já que algumas espécies são altamente tóxicas para eles.

Evite!

As azaleias, por exemplo, costumam enfeitar diversos jardins e é possível encontrá-las durante um passeio na rua, no entanto, são uma das plantas que oferecem riscos aos pets. “A azaleia possui uma beleza única, mas é tóxica para os bichos, podendo causar vômitos, diarréia, convulsões, arritmia cardíaca, cegueira e até mesmo levá-los ao coma”, alerta a florista parceira da Flores Online, Juana Martinez.

Cattime/Reprodução/Pinterest

Outras plantas que podem causar até a morte do animalzinho são copo de leite, antúrio, samambaia, lírio e espada-de-são-jorge. Inclusive, a toxicidade da samambaia pode ser tão potente, que até mesmo as folhas secas e mortas que caem no chão são perigosas.

Continua após a publicidade

Estão liberadas!

Mas, outras tantas plantinhas não oferecem esses riscos e são tão belas e perfumadas quanto às demais, como o girassol, a orquídea, a fitônia e as echeverias.

“O girassol é encantador por natureza e a fitônia tem um aspecto diferenciado que traz muita beleza. Elas podem ser plantadas em jardins ou vasos. Além disso, as orquídeas, com diferentes cores e formas são lindas para decorar espaços e não costumam atrair tanto a atenção de cães e gatos,” afirma Juana.

“As echeverias são uma espécie de suculenta e, além de não serem tóxicas para os animais, são excelentes para serem colocadas em varandas, pequenos espaços ou até mesmo para criar quadros”, indica a florista.

BBC's Gardeners' World Magazine/Reprodução/Pinterest

Tudo isso não quer dizer que, caso você tenha uma das plantas tóxicas para os pets, deva se livrar delas — basta trocá-las de local, de modo que não facilite o acesso a elas. Ainda assim, é preciso ter muito cuidado com a curiosidade dos cães e com as habilidades dos gatos que adoram subir e escalar. Pesquise bastante sobre as espécies, pois é possível ter uma casa bela e decorada com muitas plantas e ainda ter a alegria dos pets, sem ter que abrir mão de um ou de outro.

 

Continua após a publicidade

Publicidade