Casa Created with Sketch.

Linda e resiliente: como cultivar a rosa do deserto

Já ouviu falar desta flor? Ela está conquistando o coração de quem ama jardins e hortas

Natural da África e de vários países da Península Arábica, a rosa-do-deserto pode chegar a quatro metros de altura, mas são suas variedades menores que estão conquistando o mercado mundial – chamando atenção principalmente de quem cultiva bonsais. 

Por possuir um crescimento mais lento, ela pode chegar a custar mais de R $1.000,00! Porém, os interessados em cultivar a flor, podem comprar ramos jovens ou plantar a partir das sementes. 

Rosa do deserto pequeno com uma flor em cima de mesa pequena dentro de casa.. Vaso Amarelo.

 (The Spruce/Reprodução)

Para isso, selecione um vaso de plástico, acomode pedras no fundo e complete com uma mistura que contenha 70% de areia de jardim, 20% de terra e 10% de carvão moído. As sementes pedem por uma distância de 10 cm entre elas e todas devem estar deitadas. 

Uma camada de substrato peneirado deve ser colocado por cima, depois borrife bastante água e escorra o excesso. Cubra o vaso com um saco plástico transparente e mantenha a sementeira em um local que bata bastante Sol.

Veja também

Após 10 dias, as sementes já começam a germinar e, quando estiverem com 5 ou 6 pares de folhas, você pode transferir para vasos individuais. A partir daqui, a flor deve ficar em um local com sol por, no mínimo, 4 horas – para florescer bem. 

Detalhe da flor de rosa do deserto em vaso amarelo. Vaso está em mesinha ao lado de poltrona.

 (The Spruce/Reprodução)

Prepare o vaso com substrato arejado, pois o excesso de água nas raízes é o principal fator de morte destas plantas. Tenha como objetivo uma mistura com 50% de areia grossa de jardim, 20% de terra, 20% de casca de pinus triturada e os 10% restantes de esterco. 

Vaso com flor do deserto com várias flores. Vaso marrom em mesa de madeira. Parede branca ao fundo

 (Reprodução/Pinterest)

Para conseguir um caule grosso e sinuoso, você deve usar a mesma técnica do bonsai periodicamente. Replante, corte das raízes e de brotações superiores são alguns dos cuidados necessários para evitar o surgimento de fungos. 

Grande rosa do deserto em jardim em vaso grande e cinza com grandes raízes. Árvore está coberta de flores.A cada dois anos, retire o torrão das raízes do vaso, com cuidado, e adicione três dedos de substrato e volte o elemento para o lugar. Isso faz com que a superfície seja tomada pela terra, alguns centímetros acima da borda, que será eliminada nas regas expondo, aos poucos, as raízes. 

Detalhe de flor do deserto com três flores e folhas

 (Marcos Vinicius Lameiras/Flickr)

Esta técnica, chamada de “levantamento de raízes”, ajuda a deixar a planta com um aspecto mais escultural. Mas cuidado com a seiva! Ela é utilizada como veneno na caça por tribos africanas, de tão tóxica que é. Realize todo o processo com luvas. 

Se você não procura um projeto trabalhoso, o ideal é adquirir mudas jovens de caule bem formado e deixá-las crescer naturalmente. 

*Via Minhas Plantas

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.