Casa Created with Sketch.

Uma “Mamma Mia” e tanto na Milan Design Week 2019

A instalação conta com a forma original da poltrona e tem a adição de ​​flechas na superfície, destacando a questão da violência contra as mulheres

 (Reprodução/Casa.com.br)

Uma vez, passeando pela CASACOR São Paulo, deparei-me com uma moça ousada, sentando em uma poltrona Up, de Gaetano Pesce, em um dos ambientes da mostra. Automaticamente e sem pensar, pedi para ela levantar e respeitar a peça (tenho muito apego aos objetos icônicos de design). Foi uma briga, mas o importante é que a obra permaneceu em seu estado de conservação. E desde então virei o fiscal e protetor dos designs clássicos – autointitulado.

https://www.instagram.com/p/BwC2AAwl-I7/

Para ter noção, essa poltrona é tão importante, mas tão importante, que ela é uma das principais atrações da Semana de Design de Milão deste ano. Maestà Soffrente foi o nome dado a instalação que homenageia a poltrona UP 5 & 6, de Gaetano Pesce. A escultura de 8 m de altura chama a atenção na Piazza Duomo (ponto marcante para os visitantes da feira) e celebra o 50º aniversário da obra emblemática.

Pesce a criou em 1969, com o intuito de passar uma mensagem política ao adotar uma forma inspirada pela morfologia feminina. A ideia era gerar uma provocação à condição das mulheres, que sofriam, e ainda sofrem, com o preconceito e desigualdade. Devido ao formato da poltrona, ela recebeu alguns apelidos, como Donna e Mamma Mia.

 (Reprodução/Casa.com.br)

A instalação conta com a forma original da poltrona e tem a adição de incontáveis ​​flechas embutidas na superfície, destacando a questão da violência contra as mulheres. Além disso, a obra recebe ao seu redor várias cabeças de animais montadas, criadas a partir de poliestireno e fibra de vidro envernizada e montadas em cavalete de ferro. O Maestà Soffrente está na Piazza Duomo deste o dia 7 e permanecerá em exposição durante a Milan Design Week, que encerra dia 14 de abril.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.