Veterinário imprime prótese 3D para cãezinhos andarem

Como impressoras 3D podem ajudar nossos amigos de quatro patas

Por Redação Atualizado em 6 Maio 2022, 18h35 - Publicado em 9 Maio 2022, 19h00
Duas fotos justapostas. Na primeira, prótese impressa em 3D. Na segunda, Leto, cachorro de médio porte todo preto, em sua primeira caminhada com a prótese impressa em 3D. Ela á uma peça cinza encaixada ao membro esquerdo da frente.
Zortrax/Divulgação

Aproveitando o potencial ilimitado da tecnologia de impressão 3D, o estudante de veterinária polonês Maciej Szczepański cria próteses funcionais para ajudar cães feridos a andar novamente.

Leto, cachorro de médio porte todo preto, em sua primeira caminhada com a prótese impressa em 3D. Ela á uma peça cinza encaixada ao membro esquerdo da frente.

Em colaboração com a produtora de impressoras e materiais 3D Zortrax, o jovem veterinário usa o dispositivo Inventure da empresa para fazer os membros artificiais por conta própria e melhorar a qualidade de vida desses animais de estimação.

Apresentando o Zortrax Inventure

Impressora 3D e máquina para fazer molde sobre uma bancada. Os equipamentos tem formato de cubos.
Zortrax/Divulgação

Ao perceber que o uso de próteses animais na Polônia não é tão comum como nos Estados Unidos, Maciej Szczepański começou a pensar no potencial da impressão 3D.

O estudante iniciou seu projeto ajudando Sonia e Leto, dois cachorros que perderam as patas depois que um foi atropelado por um trem e o outro por um carro. “Eu queria criar próteses que melhorassem a qualidade de vida dos animais.” ele compartilha.

Prótese impressa em 3D.
Zortrax/Divulgação

Depois de terceirizar uma parte do projeto, Maciej Szczepański começou a usar o Zortrax Inventure para imprimir em 3D as próteses por conta própria e ganhar mais independência. No início, o veterinário usa alginato para fazer um molde do membro do cão que é então preenchido com gesso cerâmico especial.

Continua após a publicidade

Prótese impressa em 3D.
Zortrax/Divulgação

Depois disso, ele escaneia em 3D o molde obtido de um membro residual para que o projetista 3D possa preparar um modelo digital. “Tudo o que tenho que fazer depois é imprimir o protótipo em 3D no meu Zortrax Inventure, o que torna meu trabalho significativamente mais fácil, pois posso imprimir no local e verificar se minhas suposições estão corretas. Não preciso mais terceirizar esse trabalho.” Szczepański menciona.

Apoio duradouro aos animais necessitados

Leto, cachorro de médio porte todo preto, em sua primeira caminhada com a prótese impressa em 3D. Ela á uma peça cinza encaixada ao membro esquerdo da frente.
Zortrax/Divulgação

Cada peça protética é quase inteiramente impressa em 3D no Zortrax Inventure. Os componentes impressos incluem um encaixe que segura o cão e um elemento extra de “pé” que entra em contato direto com o solo.

Apesar de não ter experiência em impressão 3D, o aluno considera o trabalho com o Zortrax Inventure bastante fácil e conveniente. “O Inventure é uma impressora de mesa com interface acessível e intuitiva. Foi meu primeiro contato com uma impressora 3D e trabalhei com ela sem problemas.” ele compartilha.

Prótese impressa em 3D.
Zortrax/Divulgação

Uma vantagem significativa da impressão 3D é também o pouco tempo em que a prótese pode ser obtida. O membro artificial pode ficar pronto e passar para o animal, em no máximo três dias.

Leto, cachorro de médio porte todo preto, em sua primeira caminhada com a prótese impressa em 3D. Ela á uma peça cinza encaixada ao membro esquerdo da frente.
Zortrax/Divulgação

Além disso, a impressora Zortrax permite que Maciej Szczepański crie itens altamente personalizados com custos minimizados. “No futuro, gostaria de usar a impressora 3D para criar outras próteses ou reparar as que já produzi.” ele diz. Na verdade, o jovem estudante está prestes a lançar uma empresa start-up que fornecerá suporte de longo prazo a animais com problemas ortopédicos.

*Via Designboom

Continua após a publicidade

Publicidade