Casa Created with Sketch.

Brasileiros são vencedores do A’ Design Award & Competition 2019-2020

Com vencedores de todo o mundo, a premiação tem milhares de submissões por ano e é uma das mais abrangentes do universo do Design e da Arquitetura

 (Divulgação/Casa.com.br)

O A’ Design Award & Competition surgiu para destacar, celebrar e promover o bom design. Com um júri composto por acadêmicos, profissionais da área e do mercado, já laurearam 6.745 designers, desde 2012, quando ocorreu a primeira edição.

Em mais de 100 categorias, cada uma tem cinco níveis de condecoração: Platinum, Gold, Silver, Bronze e Iron. As inscrições são abertas para o mundo todo, e, esse ano, o Brasil esteve entre os melhores consideravelmente.

Veja a seguir os vencedores ‘brazucas’ e as peças/projetos/produtos premiados!

Categoria de ‘Móveis, Itens Decorativos e Artigos de Design’

BRONZE – Poltrona Ponto de Roberta Banqueri

“A motivação era ter um produto simples e elegante, sendo pequeno e versátil para entrar em qualquer espaço ou decoração. A linguagem deve ser contemporânea e universal, o uso de madeira torneada e couro, remete-nos ao modernismo brasileiro, e o mínimo da peça não se refere ao conceito de simplicidade escandinava”.


BRONZE – Mesa de Centro Stalk de Diogo Pinelli

 

“Somos inspirados pela natureza, animais, arquitetura e culturas de todo o mundo. Mas nosso processo de desenvolvimento começa na menor escala. Experimentamos com as mãos, brincando com formas, ângulos e perspectivas até alcançarmos a forma ideal. Com estética dada igual importância à funcionalidade e estabilidade. Nosso objetivo é criar peças que desafiam as formas existentes, transformando-as em novos designs simples, porém duráveis”.


SILVER – Poltrona Sushi de Linda Martins

“O resumo do projeto era criar uma cadeira confortável, com linhas simples de madeira e com um visual icônico. Sushi, como o nome, é uma cadeira engraçada, mas pode ser sofisticada, dependendo do ambiente”.


SILVER – Poltrona Cecília de Linda Martins

Inspirada no estilo escandinavo e com soluções sustentáveis, a poltrona é uma homenagem a minha avó, apaixonada por trabalhos artesanais, refletida no banco traseiro. Ela também amava a natureza e era baixa, por isso a poltrona foi feita de forma sustentável e seu design é menor, considerado-a mais fácil de usar, acolhedora e confortável”.


Categoria de ‘Arquitetura, Construção e Estrutura’

OURO – Residêncial Borgio Verezzi por Torres Arquitetos + Arquitetura Zago

“A ideia era criar um projetoo que atendesse ao público-alvo do edifício. As pessoas que se abrem para novas propostas que valorizam a interação social, estão constantemente buscando inovação e valor do design em todos os produtos que consomem”.


SILVER – Kûara Hotel por David Guerra

“Kûara significa sol para os indígenas Tupi-Guarani. A casa de Tupan, o deus supremo. Kûara entrega, todos os dias, energia, calor, vida, todos os elementos que compõem a Bahia, a província em que os descobridores portugueses desembarcaram no Brasil. Os brasileiros, indígenas a princípio, mas não apenas, misturara-se em dezenas de gerações, em um pluralismo étnico, trazendo uma diversidade única ao nosso povo, força em uma narrativa fascinante sobre as raízes deste país”.


SILVER – Casa Zen Mood porFrancisco Eduardo Sá e Felipe Savassi

“Nossa inspiração veio do conceito de casas minimalistas modulares como a Wikkel House. O design limpo e sofisticado e o conceito minimalista estão presentes nas formas e nos materiais que compõem o projeto – elementos metálicos, madeira e vidro – de cores neutras, que se relacionam bem com a paisagem circundante, não se sobrepõem, mas ainda se configuram como um novo elemento compositor”.


SILVER – Elysium Residence por Rodrigo Kirck

“Através de linhas paramétricas e icônicas, o sistema de iluminação cênica foi projetado para ser integrado à fachada ventilada. Esse sistema reflete a responsabilidade que o edifício possui sobre o projeto e sua interação com os usuários, bairro e cidade. O desenho paramétrico que forma a fachada iluminada transforma a simples relação de um edifício residencial em uma referência icônica para os pedestres, bem como nas relações dos usuários com a arquitetura e os locais urbanos”.


IRON – Vila Moderna Cube XL por Beto Magalhães

“Uma proposta moderna para residências maiores usando o mesmo conceito Cube de padronização de projeto e soluções de construção, nasceu Cube XL. Uma proposta de bairros bem localizados e densamente arborizados na cidade de São Paulo, onde só é possível construir casas, incorporando um projeto moderno, buscando replicabilidade, inovação de design e segurança com a total preservação das árvores existentes, valorizando o meio ambiente e incorporando projeto pretendido a situação atual da terra com poucas intervenções”.


Categoria ‘Produtos e projetos de Iluminação’

GOLD – Luminária Pluto de Heitor Lôbo Campos

Pluto foi inspirada por telescópios, que usam tripés e formas dinâmicas, mas estáveis. Mas, em vez disso, procurei projetar uma luz que focalizasse a Terra em vez das estrelas”.


Categoria ‘Brinquedos, Jogos e Produtos de Lazer’

BRONZE – Brinquedos Veggies de Tati Ferrucio

“A inspiração para este brinquedo ao ar livre veio da necessidade de reconectar famílias dos centros urbanos às paisagens naturais de suas próprias cidades. Por meio dessa experiência analógica e simples, a Veggies também promove brincadeiras criativas e ambientes familiares seguros, onde as crianças se sentem confortáveis ​​em compartilhar experiências com seus parentes. Além disso, esse conjunto de brinquedos tem como objetivo ensinar as crianças a cuidar de sua própria comida, incentivando as novas gerações a construir um futuro mais sustentável”.


Categoria ‘Design de Interiores e Mostras’

IRON – Apartamento Lambri por Gisele Taranto

“A principal inspiração para este projeto de design de interiores foi a atmosfera da praia, com sua paleta de cores claras e azul lembrando o mar. Considerando as casas de pescadores feitas de tábuas de madeira, optamos por painéis de madeira para cobrir algumas paredes e tetos. A direção das regras do painel varia tanto que o ritmo tradicional é desconstruído. Portas, armários e alçapões são disfarçados por esse recurso”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s