Casa Created with Sketch.

Como escolher a lâmpada certa para cada ambiente

Para não ficar em dúvida sobre qual é o tipo que você deve comprar, confira estas dicas de especialista

 (Unsplash/Patrick Schneider/Casa.com.br)

A iluminação é uma das partes mais importantes de um projeto arquitetônico. Afinal, o uso de luzes dá destaque aos itens decorativos e torna o ambiente mais agradável. Desde o início da obra é preciso definir quais serão as lâmpadas utilizadas em cada cômodo, porque isso interfere na fiação utilizada.

 (divulgação/Telhanorte/Casa.com.br)

Os quatro tipos de lâmpadas mais usados no Brasil são as de LED, incandescentes, halógenas e fluorescentes, que podem ser utilizadas de diversas maneiras. “A iluminação direta atua de forma específica em um ponto, como em abajures. A indireta trata-se daquelas acopladas nos forros do teto, como os de gesso. E a difusa é a mais tradicional, usada na maioria dos lares brasileiros, porque ela distribui a luz de maneira uniforme no ambiente”, explica a coordenadora de iluminação da Telhanorte, Kirla Vieira.

 (Unsplash/Aurélien Lemasson-Théobald/Casa.com.br)

Para te ajudar a escolher qual delas é a mais indicada para cada ambiente, a especialista dá algumas dicas:

  • A lâmpada LED é a mais econômica e pode ser encontrada em diversas cores. Ideal para ambientes em que a luz é usada por bastante tempo, como escritórios.
  • O modelo incandescente é um dos que mais consome energia, então é indicado apenas para a parte interna de eletrodomésticos, como fogões e geladeiras.
  • As lâmpadas fluorescentes amarelas são indicadas para salas e quartos, enquanto as brancas para o banheiro e a cozinha.
  • Escolha lâmpadas halógenas se quiser destacar a decoração interna, colocando-a em forros de gesso, ou áreas externas, como jardins e varandas.
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.