Casa Created with Sketch.

No litoral de SP, casa de praia foi erguida em meio às arvores

O projeto estrutural combina alvenaria e madeira e ganhou várias aberturas para deixar a paisagem entrar

Implantada em meio à densa Mata Atlântica, no litoral norte de São Paulo, esta casa está a poucos metros do mar. Do lado de fora, a natureza exuberante emoldura a construção de alvenaria e madeira, e se faz presente nos ambientes internos. Isso porque o projeto, assinado pelo arquiteto Bruno Rossi, tratou de criar pátios que conectam os espaços da casa, aproveitando as grandes aberturas desenhadas por ele. É como uma cabana de 190 m².

 (André Scarpa/Casa.com.br)

A casa foi construída para ser o retiro de fim de semana e férias de um casal e seus três filhos e também o lugar onde curtiriam a aposentadoria em meio à natureza. Dessa forma, o bloco principal ficou reservado para todos os espaços essenciais, como uma suíte, a sala de jantar, estar e cozinha. Uma grande varanda aberta para a mata permite que os ambientes tenham iluminação e ventilação naturais. No andar superior, ficaram os quartos dos filhos e os banheiros.

 (André Scarpa/Casa.com.br)

O projeto estrutural levou em conta a localização da casa, que tem proximidade com a mata, clima quente e úmido e também o uso de mão de obra local. Assim, Bruno escolheu usar uma estrutura convencional de concreto e tijolo para o maior bloco, onde estão a suíte, salas e cozinha. Apoiada neste bloco, está uma grande estrutura de madeira, reforçada por três pilares do mesmo material.

 (André Scarpa/Casa.com.br)

No interior, o conforto térmico foi garantido graças ao uso de tijolos maciços, das telhas termoacústicas e também às aberturas criadas com a caixilharia. Uma das fachadas é fechada com vidro, enquanto a outra possui persianas de madeira.

 (André Scarpa/Casa.com.br)

Assim, o projeto combina e explora o potencial de diversos métodos construtivos, além de valorizar o entorno deslumbrante onde a casa se encontra. Sem se preocupar com acabamentos, o arquiteto deixou os materiais se destacarem por si só e se harmonizando com a natureza ao redor. Afinal, não é preciso ir além do necessário.

 (André Scarpa/Casa.com.br)

Para ver mais fotos desta casa, veja a galeria abaixo!

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s