Casa Created with Sketch.

Madeira compensada e quarto cápsula marcam apartamento de 46 m²

O estúdio Husos Arquitectos assumiu o compromisso de uma reforma em um apartamento, em Madri, no bairro Acacias, com o objetivo de otimizá-lo e modernizá-lo

Os moradores Lucas e Hernández Gil.

Os moradores Lucas e Hernández Gil. (José Hevia/Casa.com.br)

Nos anos 1960, era muito comum ver as tradicionais corralas espanholas – que são conjuntos de edifícios marcados por uma singularidade arquitetônica e compostos por pequenas moradas, ligadas todas a um pátio externo compartilhado. O estúdio Husos Arquitectos assumiu o compromisso de uma reforma em um desses apartamentos, em Madri, no bairro Acacias, com o objetivo de otimizá-lo e modernizá-lo.

 (José Hevia/Casa.com.br)

“O layout original do apartamento tinha uma dupla orientação leste-oeste, mas a compartimentação excessiva dos espaços obstruía a ventilação cruzada nos quartos, o que significava que os ambientes voltados para o oeste eram excessivamente quentes no verão”, explicaram os profissionais.

 (José Hevia/Casa.com.br)

O apê possui uma área comum de refeições e sala de estar integradas, e nos espaços privativos fica o quarto, closet e despensa. Destaque para o quarto cápsula – referência às hospedagens de menor valor no Japão, chamadas de hotel-cápsula –, que serve tanto para o morador tirar cochilos enquanto trabalha em casa, como também um espaço para receber visitas que pernoitam. Para privar, mas não delimitar totalmente, foram usadas divisórias deslizantes para separar os espaços.

“Este periscópio-cápsula é o lugar ideal para ler, já que permite ao leitor sentar-se de costas para a janela e apreciar simultaneamente a vista das acácias na rua, bem como o céu, através de uma interação de espelhos”, declaram os arquitetos.

 (José Hevia/Casa.com.br)

As paredes, os pisos e as unidades (cômodos) são revestidas com uma combinação de tábuas de madeira compensada e pedaços de pinho. Cores quentes e materiais naturais, como o compensado de pinheiro e de bétula, criam um ambiente mais aconchegante.

 (José Hevia/Casa.com.br)

Foi instalada uma horta vertical na varanda com vista para o pátio central do edifício. O jardim é protegido por um conjunto de duas cortinas, uma que cria um efeito estufa no inverno, e outra feita de um tecido poroso que proporciona sombra no verão. A hortinha conta também com um sistema de rega que faz uso da água do chuveiro. Ela é temporariamente armazenada e depois filtrada para irrigar e manter as plantas que, além de fornecer alimentos, funcionam como parte da solução de controle térmico para manter o interior com temperatura amena.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s