Estilo industrial dá o tom em loft de 38 m²

Com ambientes integrados, porém bem delimitados, a sensação de amplitude se destaca no projeto

Por Texto: Carine Savietto | Edição: Evelyn Nogueira Atualizado em 17 fev 2020, 16h09 - Publicado em 17 abr 2019, 17h14

Na onda dos apartamentos pequenos, um outro estilo de morada se destaca: os lofts, livres de paredes e barreiras, podem transformar os imóveis em algo ainda mais moderno e livre de aperto! Este estúdio, de apenas 38 m², em São Paulo, traduz jovialidade em seu estilo.

Julia Ribeiro (Divulgação)/Casa.com.br

Com projeto da Tripper Arquitetura e execução da obra e produção final das arquitetas Elmira Nogueira e Julia Chagas, o espaço moderno se destaca com ambientes bem delimitados, que fazem a área parecer maior!

Julia Ribeiro (Divulgação)/Casa.com.br

Atmosfera marcante e urbana

A unidade do projeto fica por conta do piso, que imita cimento queimado. As paredes, por sua vez, são responsáveis por setorizar os ambientes. Com visual minimalista, todo o mobiliário foi desenhado sob medida pela Tripper Arquitetura.

Sem paredes e sem bagunça!

Continua após a publicidade

Julia Ribeiro (Divulgação)/Casa.com.br

Na planta original, divisórias que separavam a cozinha da sala foram demolidas, assim como a do quarto. Mesmo sem divisão física, as barreiras imaginárias permaneceram para setorizar cada área. Elementos-chaves ajudam a organizar a distribuição dos espaços, como o balcão de refeições, a parede de cobogós e o piso elevado do dormitório.

O piso elevado se transforma em um gaveteiro. Julia Ribeiro (Divulgação)/Casa.com.br

Materiais brutos que trazem personalidade

Julia Ribeiro (Divulgação)/Casa.com.br

“Usamos materiais brutos que falam sobre a verdade da construção. Deixamos vigas à mostra e aproveitamos o concreto desses elementos para fazer a estrutura dos armários”, diz Marcelo Moura, da Tripper. Seguindo a mesma proposta, a parede da cabeceira ganhou tijolinhos aparentes e o guarda-roupa foi feito de compensado, um tipo de chapa muito utilizado em obras na forma de laje ou tapume. No banheiro, o gabinete – também de compensado – foi arrematado por uma bancada de ardósia com acabamento de cimento queimado.

Julia Ribeiro (Divulgação)/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Publicidade