Esta casa flutuante é reciclável e movida a energia solar

A WaterNest 100 pode ser instalada em qualquer lago ou rio e proporciona todo o conforto de uma casa comum

Por Jennifer Detlinger Atualizado em 10 set 2017, 22h10 - Publicado em 6 set 2017, 10h00

Já imaginou morar em um barco e acordar todos os dias com uma belíssima vista, mas sem perder o conforto de uma casa comum? Pois o arquiteto italiano Giancarlo Zema projetou a Water Nest 100, uma casa flutuante que pode ser instalada em qualquer lago ou rio de águas calmas.

Giancarlo Zema/Divulgação

A construção proporciona ao morador uma relação única com a natureza e seu entorno:  todos os casulos flutuantes são cobertos por 60 metros quadrados de painéis fotovoltaicos que geram energia solar suficiente para abastecer residência. Além de utilizar energia sustentável, a casa também é feita com madeira e alumínio reciclados. O sistema de ar-condicionado é automático, para reduzir o gasto energético e a manutenção. As grandes janelas proporcionam uma linda vista e também permitem o maior aproveitamento da luminosidade natural. Para o melhor conforto térmico, elas são feitas com camada dupla de vidro, que aumenta a vedação do calor e também acústica.

Giancarlo Zema/Divulgação

Toda a casa fica conectada a um sistema que controla a iluminação e os aparelhos eletrônicos. A tecnologia permite aos moradores modificar a música, a temperatura, as luzes e muito mais com apenas um clique no controle remoto. O desenvolvimento do projeto foi feito pela empresa britânica EcoFloLife, especializada em casas flutuantes ecológicas.

Continua após a publicidade

Giancarlo Zema/Divulgação

As casas sustentáveis existem em tamanhos diferentes: a maior delas tem 12 metros de diâmetro e 4 metros de altura, com área total de 100 metros quadrados, contando com as varandas, mas elas também podem ser encomendadas com 80 e 60 metros quadrados.A ideia é acomodar confortavelmente famílias de até quatro pessoas. Os preços começam em 500 mil euros (cerca de R$ 1,8 milhões) e chegam a 800 mil euros (aproximadamente R$ 2,9 milhões), incluindo também os móveis da casa flutuante.

Giancarlo Zema/Divulgação
Giancarlo Zema/Divulgação
Continua após a publicidade

Publicidade