Casa Created with Sketch.

Apê em Minas é como uma casa na praia

Lar de dois jovens médicos, o apartamento teve os interiores projetados por Suzana Azevedo para refletir tranquilidade e descontração

 (Bruno Meneghitti/José Leonardo Afonso/Casa.com.br)

Um jovem casal de médicos mineiros desejava um apartamento com cara de casa: aconchegante, despojado e com clima descontraído. Eles buscaram, então, a arquiteta Suzana Azevedo para criar o projeto de interiores de seu novo apartamento em Juiz de Fora. “Por serem médicos e na pandemia, sobretudo, o casal tem um dia a dia intenso. O apartamento precisava ser um lugar neutro e leve.”, conta a profissional.

 (Bruno Meneghitti/José Leonardo Afonso/Casa.com.br)

O imóvel é composto por sala integrada com cozinha e varanda, suíte do casal, suíte de hóspedes, lavabo e lavanderia. Segundo Suzana, o maior desafio era otimizar o layout para que cada cômodo pudesse ter o máximo de conforto possível. Como o casal gosta de receber, uma das soluções foi flexibilizar a posição dos móveis, para que eles pudessem ser movidos conforme a necessidade dos convidados e anfitriões.

 (Bruno Meneghitti/José Leonardo Afonso/Casa.com.br)

A própria arquiteta desenhou alguns dos móveis, porém, ela teve a preocupação de que eles também pudessem acompanhar o layout e não ficassem presos a um único lugar, como acontece no mobiliário planejado.

 (Bruno Meneghitti/José Leonardo Afonso/Casa.com.br)

Na sala, o destaque vai para o sofá e para o buffet em desenho tipo espinha de peixe. A varanda dispõe de uma cadeira suspensa em rattan para os momentos de descontração. Já a sala de jantar possui uma mesa em madeira maciça de Peroba com acabamento rústico e cadeiras Wishbone com trançado em palha natural em seu assento. Para o quarto, foram feitas cabeceiras sob medida com detalhes em palha natural.

Cores

 

 (Bruno Meneghitti/José Leonardo Afonso/Casa.com.br)

A paleta de cores precisava transmitir tranquilidade. As tonalidades predominantes são o branco, tons de madeira clara, tons de palha e fibras naturais. No quarto, foram aplicados tons beges e crus enquanto a cozinha recebeu toques de azul no armário, a pedido dos moradores.

Decoração afetiva

 

 (Bruno Meneghitti/José Leonardo Afonso/Casa.com.br)

As memórias dos moradores estão presentes por toda a casa. Lembranças de viagens e presentes de amigos e famílias dão uma sensação de familiaridade. A escultura de ferro com a silhueta de árvores foi comprada em uma viagem em família para Tiradentes, Minas Gerais, e tem muito valor afetivo para os moradores. Na cozinha, a maioria dos itens utilitários presente nas fotos são dos moradores, que amam cozinhar. No quarto, a roupa de cama e colcha também são dos moradores.

 (Bruno Meneghitti/José Leonardo Afonso/Casa.com.br)

Para Suzana, o que mais a atrai neste projeto é a sua capacidade de ser um refúgio, que transporta os moradores para outro lugar. “O projeto é em um apartamento em uma cidade em Minas Gerais, mas pela escolha dos materiais, cores e mobiliário, se assemelha a uma casa, que podia facilmente estar em uma cidade de praia. Isso é algo que me agrada muito neste projeto, poder dar a sensação de estar em outro lugar, apenas pelas escolhas feitas no projeto de interiores, que mudam totalmente o clima do espaço”. Veja mais na galeria abaixo!

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.