Casa Created with Sketch.

Apê de 220 m² abraça a sofistiacação do estilo escandinavo

Luciana Paraiso assina o projeto do apartamento em Salvador, que conta com cinema em casa e muito design

Living com sofá de canto de cor clara e almofadas em couro. Mesa de centro preta com vasos verdes circulares. Árvore decorativa com folhas brancas no canto direito

 (Gabriela Daltro/Casa.com.br)

A família que mora neste apartamento de 220 m², em Salvador, não gosta de excessos. Como se identificam muito com o estilo escandinavo, procuraram a arquiteta Luciana Paraiso para elaborar um projeto minimalista, com poucos móveis, mas peças assinadas e de qualidade. Alguns toques clássicos fazem referência à memória afetiva da moradora.

Mesa de jantar em madeira escura de 10 lugares. Cadeiras em madeira mais clara. Vasos arredondados brancos em cima. Pendentes dourados. Piso em porcelanato branco e parede do fundo preta

 (Gabriela Daltro/Casa.com.br)

Linhas retas predominam, assim como muita tecnologia, porém, o aconchego, a arte e design não ficaram de lado. Para conseguir este equilíbrio, a arquiteta precisou ser criteriosa. “Tudo, desde o piso até o material que foi usado em uma parede, um móvel, uma luminária decorativa, um objeto, uma escultura ou uma obra de arte posicionada, absolutamente tudo, foi escolhido a dedo.” conta.

Living com sofá de canto marrom claro e almofadas em couro. Mesa de centro preta. Quadro de menina pintada de dourado com fones de ouvido. Quadro de foto de leão

 (Gabriela Daltro/Casa.com.br)

Mármore e porcelanato tipo cimento são os materiais predominantes: a circulação é em mármore branco e o hall do elevador é revestido em um exótico mármore bronze. A paleta de cores é sóbria, composta por branco e preto e alguns tons amadeirados. Plantas, algumas brancas, pretas e naturais, aparecem espalhadas pela casa dando um quê de estilo Japandi (mistura do estilo escandinavo com o japonês).

Tecnologia, Iluminação e Design

 

Detalhe do living. Luminária em formato de ponteiro.

 (Gabriela Daltro/Casa.com.br)

O imóvel é 100% automatizado com todas as peças elétricas e eletrônicas centralizadas, não havendo nenhum equipamento exposto em nenhum cômodo da casa. A iluminação artificial também é um grande diferencial. “O uso do LED é predominante, e as luminárias decorativas foram cuidadosamente escolhidas pelo proprietário, amante do design, escolhido pelo ‘amor à primeira vista’”, afirma a arquiteta.

Dentre os destaques de design estão a lâmpada phlox no hall de entrada, a lâmpada UM de Guilherme Wentz e as da mesa são as lanternas de Fernando Prado.

Entretenimento em casa

 

Sofá escuro. Piso em carpete escuro. Tele à esquerda. Quadro abstrato no chão

 (Gabriela Daltro/Casa.com.br)

A arquiteta criou um cinema particular e autêntico dentro do imóvel. Teto, piso, parede e cortinas possuem tratamento acústico e um carpete. Eles garantem que a experiência dos filmes ou jogos seja o mais próxima de um cinema. “É um lugar onde eles têm a sensação de estar saindo de casa e indo para outro lugar.” diz Luciana.

Brinquedoteca com móvel em madeira com escorregador. Sofá com travesseiros listrados. Brinquedo de tigre no chão.

 (Gabriela Daltro/Casa.com.br)

O projeto também contém um espaço todo especial para as crianças. Na brinquedoteca, muito aproveitada durante a pandemia, há casinha, escorregador, mini biblioteca, e bastante lugar para brinquedos e brincadeiras. Veja mais fotos na galeria abaixo!

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.