Apartamento de 30 m² tem espaços otimizados e versáteis

Soluções bem pensadas permitem que o projeto assuma várias facetas: lar, escritório ou fonte de renda como aluguel

Por Marianna Gualter Atualizado em 17 fev 2020, 16h11 - Publicado em 15 mar 2019, 17h51
Flávio Dias/Tetriz Arquitetura e Interiores/Casa.com.br
Flávio Dias/Tetriz Arquitetura e Interiores/Casa.com.br

Localizado na Vila Madalena, em São Paulo, esse apartamento de 30 m² aposta na versatilidade para satisfazer as necessidades do cliente. Com a assinatura do Tetriz Arquitetura e Interiores, o projeto foi pensado para um homem solteiro e dono de uma agência de viagens. Além de cumprir a função de casa, traz soluções rápidas que transformam o espaço em escritório e também o tornam apto para ser alugado.

Flávio Dias/Tetriz Arquitetura e Interiores/Casa.com.br

A cama foi uma das estratégias adotadas para otimizar o ambiente, confortável e ampla quando aberta, ela desaparece ao ser fechada dentro do armário. Para um ar mais executivo, a mesa de jantar pode ser encaixada na bancada do escritório, criando um espaço ideal para atender clientes.

Flávio Dias/Tetriz Arquitetura e Interiores/Casa.com.br

A fim de destacar o pé direito, trilhos de iluminação foram colocados no teto. A televisão também fica no alto, fixa em um suporte –  o ponto é estratégico e permite que ela seja vista por todo o imóvel.

Flávio Dias/Tetriz Arquitetura e Interiores/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Aproveitando a área do terraço, a cozinha é composta pelo essencial. De um lado: pia, frigobar e cooktop elétrico com duas bocas. De outro: bar e armário.

Flávio Dias/Tetriz Arquitetura e Interiores/Casa.com.br
Flávio Dias/Tetriz Arquitetura e Interiores/Casa.com.br

Na ambientação, o papel de parede de tijolinhos foi escolhido para quebrar o peso do contraste das paredes pretas e brancas. Garantindo um leve aspecto rústico, ele apresenta ótimo custo-benefício e é fácil de limpar.

Flávio Dias/Tetriz Arquitetura e Interiores/Casa.com.br

Como o apartamento será alugado durante as viagens do morador, a proposta é deixar poucos pertences pessoais expostos, evitando assim problemas futuros. Para manter a cara de lar e não cair na impessoalidade, ilustrações assinadas pela artista Raquel Gorzalka despertam memórias. Na parede ao lado da cama, um avião contorna o mundo e fotografias do antigo Aeroporto de Guarulhos.

Flávio Dias/Tetriz Arquitetura e Interiores/Casa.com.br
Continua após a publicidade

Publicidade