Intervenção com sapatos vermelhos alertam sobre feminicídio no México

No México, este tipo de crime cresceu 111% nos últimos 4 anos

Por Catraca Livre Atualizado em 17 fev 2020, 15h38 - Publicado em 17 jan 2020, 10h00
Reprodução/Casa.com.br

Elina Chauvet, artista plástica e arquiteta mexicana de 60 anos, espalhou centenas de sapatos vermelhos na Cidade do México. A intervenção procura conscientizar as autoridades locais sobre o alto número de feminícidios no país.

Ela criou os “Zapatos Rojos” dez anos atrás, depois da própria irmã ser assassinada pelo companheiro. Essa história se repete em diversos lugares do mundo e, por isso, percorre diversos países com o projeto.

Quer saber mais? Clique aqui e veja a matéria completa da Catraca Livre!

Continua após a publicidade

Publicidade