Casa Created with Sketch.

Cabeça gigante de balão em Tóquio

A misteriosa peça aérea foi criada pelo coletivo de artistas 目 ("Mé") e apresenta um rosto anônimo escolhido entre mais de 1.000 inscrições.

 (TSUSHIMA Takahiro, cortesia de 目 [mé]/Hyperallergic/Reprodução)

Alguns dias antes de um dos maiores eventos mundiais, os cidadãos e visitantes de Tóquio tiveram uma surpresa divertida – ou perturbadora – ao olhar para o céu e se deparar com um rosto humano gigante pairando silenciosamente acima deles.

O misterioso balão de ar quente foi trabalho de um coletivo de artistas japonês conhecido como 目 (“Mé”), e o rosto em preto e branco impresso nele foi selecionado a partir de mais de 1.000 imagens enviadas online, embora a identidade não tenha sido revelada.

 (IGARASHI Tomoyuki, cortesia de 目 [mé]/Hyperallergic/Reprodução)

Intitulado “Masayume”, que se traduz em “sonho profético”, a peça aérea foi lançada de um parque no distrito de Shibuya como parte do Festival de Tóquio de Tóquio de 2021, organizado antes das Olimpíadas de Tóquio. Os jogos aconteceram normalmente, mesmo com as ressalvas do público por conta da possível disseminação do COVID-19 durante as Olimpíadas.

Veja também

A ideia para a peça surgiu em um sonho para a artista e membro do coletivo Mé Haruka Kojin, quando ela era uma estudante do colégio. “Em meio à nossa crise atual, que já dura mais de um ano, a estrutura clara para planejar e executar algo que antes nos apoiava está entrando em colapso”, disse o coletivo em depoimento da artista.

“Mesmo que estejamos dando passos para navegar nesta realidade, a sensação de ser real em nosso dia a dia é tão incerta e obscura como se estivesse em um futuro distante.” Explica o conceito da peça.

 (KANEDA Kozo; cortesia de 目 [mé]/Reprodução)

“’Masayume’ será realizada repentinamente e sem aviso prévio nem motivo claro, como a imagem que uma japonesa de 14 anos viu em sonho, desativando momentaneamente o comum”, continua o comunicado.

O trabalho teve uma recepção mista, variando do humor a interpretações mais subversivas. Alguns compararam a peça de Mé a The Hanging Balloons, uma história de terror do mangaká (quadrinista ou cartunista, em japonês) Junji Ito, em que cabeças flutuantes presos com fios de metal são programados para matar suas cópias humanas.

*Via Hyperallergic

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.