Estação de trem e ônibus na Polônia será marcada por apostas sustentáveis

Responsável por integrar trem e ônibus, a estação será abastecida por energia renovável

Por CicloVivo Atualizado em 17 fev 2020, 15h55 - Publicado em 16 ago 2019, 16h00
Reprodução/

Uma estação que integra trem e ônibus, abastecida por energia renovável e construída com blocos anti-smog: aquela neblina de poluição formada por vapor de água, fumaça e compostos químicos, tão presente nas grandes cidades. Ainda não existe, mas tal edificação é um bom modelo para as cidades alinhadas ao combate à poluição do ar.

Reprodução/

Proposta para Lublin, cidade na Polônia, a ideia é implementar uma Estação Metropolitana Intermodal Integrada. Para isso, será criada uma nova estação de ônibus próxima à de trem já existente, o que revitalizará seus arredores.

A nova estrutura vai contar com bloco anti-smog, um material moderno e fotocatalítico. Ele contém dióxido de titânio que, quando exposto à luz, transforma vapores tóxicos em substâncias que não são prejudiciais à saúde.

Reprodução/

Para continuar lendo sobre essa iniciativa, acesse o conteúdo completo do CicloVivo, clicando aqui.

Continua após a publicidade

Publicidade