Casa Created with Sketch.

Casa vitoriana em Melbourne recebe extensão de vidro e tijolinhos

A reforma deu um tom moderno e contrastante ao imóvel, que é considerado patrimônio na Austrália

 (Derek Swalwell/Divulgação)

Uma casa-patrimônio de estilo vitoriano em Melbourne (Austrália) foi alvo de uma super reforma, que contrastou e harmonizou seus elementos históricos a intervenções mais modernas.

O escritório Matt Gibson Architecture + Design, responsável pelo projeto, inseriu na casa do século XIX uma extensão traseira de dois andares feita de tijolinhos vermelhos e vidro.

 (Derek Swalwell/Divulgação)

O anexo dramático tem em seu primeiro piso tijolos de aparência pesada apoiados em uma armação de aço. Montada assim, a estrutura dá a impressão de que a cripta da cozinha foi “escavada” por baixo dele.

A extensão, que mantém o esqueleto da casa original, assume uma forma moderna com uma quina perfurada, um telhado geométrico e uma janela metálica projetada.

Originalmente construída em 1872, a casa é uma das duas que encaram a rua com fachadas idênticas e são exemplos da arquitetura Boom Style da cidade – casas decorativas construídas no século XIX com influências inglesas e italianas.

Originalmente construída em 1872, a casa é uma das duas que encaram a rua com fachadas idênticas e são exemplos da arquitetura Boom Style da cidade – casas decorativas construídas no século XIX com influências inglesas e italianas. (Derek Swalwell/Divulgação)

O escritório descreve o processo de design como uma “mudança sensível e de restauração”.

“Em nossa investigação de patrimônio, catalogamos e pesquisamos não apenas a história desta casa, mas também a evolução e a iconografia do tecido e formas de construção na vizinhança”, dizem os profissionais.

Uma das mudanças foi abrir o piso térreo, a fim de criar uma rota que vai da porta da frente diretamente para o jardim.

Uma das mudanças foi abrir o piso térreo, a fim de criar uma rota que vai da porta da frente diretamente para o jardim. (Derek Swalwell/Divulgação)

O Matt Gibson Architecture + Design maximizou o espaço interior com inserções brancas e modernas, que tocam levemente as paredes originais a partir de suportes de aço. O espaço entre os dois criou corredores de ventilação, que ajudam a arejar a casa.

 (Derek Swalwell/Divulgação)

Uma seção da parede de tijolos original fornece um pano de fundo para a mesa de jantar, que fica em um espaço esguio de altura dupla iluminado pelas janelas do jardim exterior.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s