Casa é construída em meio à densa floresta tropical brasileira

O projeto, do escritório Dayala + Rafael Arquitetura, buscou maximizar a relação entre o interior e exterior do imóvel

Por Yara Guerra Atualizado em 17 fev 2020, 15h41 - Publicado em 11 dez 2019, 11h12
Divulgação/Casa.com.br

O escritório Dayala + Rafael Arquitetura se inspirou nas casas americanas de estudo de caso para projetar este imóvel em uma área remota do cerrado brasileiro, sem a poda de uma única árvore.

Em um lugar densamente vegetado, cheio de pequizeiros, angicos, maminha de porca e outras árvores nativas, os arquitetos projetaram uma residência contemporânea, com um plano aberto e maximizando a relação entre o interior e o exterior.

Divulgação/Casa.com.br

O Pavilhão Senador, como foi chamado, possui uma estrutura exposta, arrojada em suas linhas e estética.

Continua após a publicidade

Com uma estrutura de aço independente, os profissionais buscaram distribuí-lo em módulos, que se transformam em quartos ou áreas comuns e ficam ao redor da sala de estar.

Divulgação/Casa.com.br

Suas fachadas envidraçadas cobrem tanto a frente quanto a parte traseira da casa, oferecendo amplas vistas da vegetação circundante.

Divulgação/Casa.com.br

Projetado a fim de otimizar o sombreamento e maximizar a ventilação cruzada, o pavilhão se adapta às condições climáticas severas do centro-oeste brasileiro – extremamente quente e seco durante a maior parte do ano e com alguns meses de chuvas fortes.

Continua após a publicidade

Publicidade