Cabanas promovem imersão 100% na natureza em turismo sustentável

O estúdio Peter Pichler Architecture, de Milão, desenvolveu um conceito sustentável para casas na árvore em West Virginia, Estados Unidos

Por Redação 21 Maio 2020, 18h05
Divulgação/Casa.com.br

Está bem evidente o desejo e a tendência para a reconexão com a natureza. E que assim seja, o meio ambiente agradece. Um projeto que corrobora com isso é o novo protótipo de unidades individuais, assinado pelo escritório Peter Pichler Architecture, de Milão.

Trata-se de um conceito sustentável, que promove uma nova forma de turismo, ligando o ser humano à natureza. Para o escritório, “a arquitetura desempenha um papel fundamental para apoiar a relação entre seres humanos e planeta”.

Divulgação/Casa.com.br

O projeto Tree Houses está localizado em West Virginia, nos Estados Unidos da América. As unidades individuais criam uma nova experiência para viver na floresta com uma conexão máxima com a natureza. A geometria, com seu telhado íngreme e afiado, é nos álamos e nos carvalhos, fazendo referência às espécies da região. As construções, por sinal, serão feitas com madeira local certificada.

Divulgação/Casa.com.br

O tamanho das cabanas varia de 36 a 55 m², em dois níveis. O debaixo consiste em uma pequena área de leitura/lounge, e o piso superior é a área de dormir com um banheiro pequeno. Os dois estão conectados com uma pequena escada interna.

Divulgação/Casa.com.br
Continua após a publicidade

O projeto é concebido como uma forma de turismo onde a natureza e a integração da arquitetura desempenham um papel primordial. “Acreditamos que o futuro do turismo se baseia na relação do ser humano com a natureza. Uma arquitetura sustentável e bem integrada pode ampliar essa relação, nada mais é necessário”, explica o escritório.

Divulgação/Casa.com.br

O projeto abrangerá edifícios sustentáveis, centro de conferências e eventos, uma área de alimentos e agricultura, propostas de saúde e bem-estar, oficinas de educação sustentável e uma vasta programação visual e de artes cênicas.


O local

Divulgação/Casa.com.br

O Lago Dawson é um exemplo impressionante da paisagem “Selvagem e Maravilhosa” da Virgínia Ocidental, com um lago de 40 acres. O local se tornará um “laboratório vivo” para abordagens regenerativas do projeto, agricultura e uso da terra – que vão além de minimizar os impactos ambientais e melhorar a saúde e a resiliência do ecossistema. O objetivo do projeto é reformular a perspectiva de futuro sustentável.

Continua após a publicidade

Publicidade