10 estações de trem incríveis do século 21

Conheça projetos de grandes escritórios de arquitetura em várias cidades ao redor do mundo

Por Redação Atualizado em 11 jul 2022, 22h03 - Publicado em 12 jul 2022, 19h00
Estação de trem com teto curvo e
Estação de trem em Toronto, Canadá, projetada por Grimshaw Architects. Shai Gil/Divulgação

Sim, são tempos de reflexões sobre a importância do transporte público no combate às mudanças climáticas. Por isso, vale a pena enaltecer os sistemas de metrô nas grandes cidades e valorizar bons projetos que combinam mobilidade urbana com boa arquitetura.

Desde a virada do milênio, diversas estações ferroviárias subterrâneas foram atualizadas em várias cidades do mundo inteiro. Selecionamos aqui dez projetos incríveis para você conhecer e saber mais.

1- Elizabeth Line, Reino Unido

Foto mostra detalhe de paredes com teto curvo de estação de metrô, com trem ao fundo.
Crossrail Transport for London/Divulgação

A Linha Elizabeth apresenta 10 novas estações centrais de metrô projetadas por estúdios de arquitetura, incluindo Aedas,  Hawkins\Brown, WilkinsonEyre e Allies and Morrison. Essas estações foram criadas para serem funcionais e discretas, com design que segue as curvas suaves dos túneis dos trens, para reduzir o risco de colisões entre os passageiros.

2. Linha 9, China

Estação de metrô na China com estrutura metálica em tom de lilás e colunas que remetem à cenário futurista.
CHAPA/Divulgação

Os estúdios de arquitetura J&A e Sepanta Design criaram 13 estações para a Linha 9 da rede de metrô de Chengdu, na China. Com 22 quilômetros de extensão, esta linha de metrô possui estações com uma mistura de linhas fluidas e formas inspiradas na flora e fauna locais. Por exemplo, o design da Jincheng Avenue em tons de lilás é inspirado nas flores de lótus.

Aclamada como a primeira linha de metrô não tripulada no oeste da China , os trens da Linha 9 se comunicam usando a rede móvel 5G.

3. Estação Orienktaj, Dinamarca

Estação de metrô acima do solo e suspensa por estrutura de concreto. Ao fundo, céu azul com nuvens e sol.
Rasmus Hjortshoj/Divulgação

O escritório de arquitetura Cobe e a empresa de engenharia Arup criaram duas estações de metrô como parte de um empreendimento portuário em Copenhague, uma das quais é elevada e forma uma estrutura de referência.

A estação Orientkaj celebra a arquitetura industrial do porto, com um contorno em silhueta grande, ousada e simples, evocando os guindastes, contêineres e armazéns que vemos nas docas.

4. Estações em Doha, Qatar

Estação de metrô vista por dentro, com pé-direito altíssimo, escadas rolantes e saguão enormes com pessoas circulando.
Rufton and Crow/Divulgação

Trinta e sete estações abobadadas foram criadas para o sistema de metrô Doha sem motorista. O escritório de arquitetura holandês UNStudio assina o projeto, em colaboração com o Departamento de Arquitetura Ferroviária do Catar.

De acordo com o UNStudio, os projetos das estações visam preservar a arquitetura tradicional do Catar e a história de Doha, ao mesmo tempo em que refletem a reputação moderna da cidade.

5. Estações Noord/Zuidlijn, Holanda

Estação de metrô com escadas rolantes e iluminação linear, grandes colunas em
Janes Linders/Divulgação

O escritório holandês Benthem Crouwel Architects projetou sete estações para a linha de metrô Noord/Zuidlijn em Amsterdã. Cada estação – duas acima do solo e cinco, abaixo – é conectada por uma paleta de materiais suaves projetados para serem fáceis de limpar e substituir, enquanto as entradas foram deixadas descobertas para criar uma sensação de espaço público contínuo.

Continua após a publicidade

6. Estação do Centro Metropolitano de Vaughan, Canadá

Estação de trem acima do solo e em formato que lembra uma concha, com céu azul ao fundo e poucas nuvens.
Shai Gil/Divulgação

A Estação Vaughan Metropolitan Centre fica em Toronto, no Canadá. A empresa global Grimshaw Architects criou um telhado em forma de concha com espelhos embaixo para a estação, projetado para redirecionar a luz natural e artificial ao redor do espaço.

7. Estação Wilhelm-Leuschner-Platz S-Bahn, Alemanha

Corredor de estação de metrô com iluminação artificial.

Blocos de vidro iluminados revestem o túnel de 40 metros de comprimento que compõe esta estação de metrô em Leipzig, projetada pelo arquiteto suíço Max Dudler. Uma paleta de materiais de concreto áspero é colocada contra esses elementos iluminados, enquanto a plataforma apresenta um acabamento de terrazzo pálido.

Concluída em 2013, Dudler ganhou um concurso para projetar a estação em 1997 com uma proposta que planejava um túnel brilhante.

8. The Angle Lake Transit Station and Plaza, EUA

Estação de trem acima do solo com fachada metálica em azul vibrante.
Divulgação/Divulgação

A empresa californiana Brooks + Scarpa embrulhou uma instalação de trânsito de Seattle em uma tela de alumínio azul brilhante e ondulante que se inspira no movimento de uma performance de dança.

Mais de 7.500 painéis foram usados ​​para criar a tela, formada pela conexão de duas curvas com uma série de linhas retas. A Angle Lake Transit Station and Plaza é elevada em vez de subterrânea, servindo como uma parada ao longo de uma linha de trem leve que liga o aeroporto de Seattle ao centro da cidade e à Universidade de Washington.

9. Projeto de Extensão do Metrô Toronto-York Spadina, Canadá 

Estação acima do solo com fachada colorida em vermelho, verde e amarelo, destacando-se na paisagem.

Como parte do projeto de extensão do Metrô Spadina-Toronto-York, o arquiteto britânico Will Alsop criou duas estações nos bairros Pioneer Village e Finch West da cidade canadense.

Ambas as estações são caracterizadas por telhados em balanço, paredes internas de concreto polido e cores distintas que as tornam reconhecíveis em todos os seus espaços.

“As entradas da estação de metrô foram projetadas como um par de estruturas escultóricas; sua altura excedeu o necessário, para aumentar sua visibilidade”, disse Alsop.

10. Estações na linha de metrô M4, Hungria

Escadas rolantes vistas de baixo para cima, com teto em vigas de concreto formando uma espécie de trama.
Divulgação/Divulgação

O estúdio local Spora Architects projetou um par de estações para a linha de metrô M4 em Budapeste, com paredes escavadas com vigas de concreto cruzadas.

A luz do dia do nível da rua foi introduzida nas estações através de um método de construção em que os espaços foram escavados de cima para baixo, em vez de minerados.

*Via Dezeen

Continua após a publicidade

Publicidade