Casa Created with Sketch.

Tudo o que você precisa saber antes de limpar o armário

Existem 4 perguntas essenciais que vão ajudar você a repensar as peças de roupa que tem ali dentro e fazer escolhas conscientes

Quando o monstrinho da arrumação ataca, qual o primeiro lugar que você pensa para colocar toda essa energia em movimento? O armário, claro! E você já deve ter lido milhares de textos sobre o assunto, já ouviu sobre a regra de doar o que você não usa a pelo menos um ano e já tentou tirar tudo e deixar no armário só o que você usa de verdade. Mas não necessariamente essas regras para limpar o armário funcionam para todo mundo.

Então, como tornar esse trabalho um que dê certo para você, independentemente do seu estilo de vida ou do seu guarda-roupa? Existem algumas perguntas básicas que você pode se perguntar toda vez que for limpar o seu armário:

1.’Isso veste do jeito que deveria? Tem algo que eu mudaria?’

É importante você pensar muito mais em caimento do que qualquer outra coisa, quando o assunto são roupas. Coloque o modelo em questão e preste atenção se ele fica no corpo de um jeito que você gosta e em que você se sente bem. Se existe uma bainha muito longa, uma manga que está comprida ou uma calça que alargou na cintura, saiba que existe sempre a opção de você mandá-las para uma costureira arrumar – essas peças não necessariamente precisam ser descartadas, ainda mais se você gosta delas.

2.’Essa peça representa você?’

Um exercício que funciona bem é você tentar encontrar duas palavras que definem o seu estilo (como ‘boho moderna’ ou ‘romântica confortável’). Você pode pedir ajuda de seus familiares ou amigos próximos para chegar nesses dois termos e, então, olhar para as suas roupas e ver se elas estão de acordo com essas palavrinhas. Muitas vezes, achamos que uma roupa combina com a gente porque ela tem um apego emocional (foi um presente da sua irmã ou da sua mãe), mas não necessariamente ela se encaixa no seu perfil.

3.’Ela pode ser doada? Caso não, por que você ainda usa?’

Outro ótimo balizador para saber a hora de tirar uma roupa do armário: a peça está manchada ou com problemas o suficiente para não ser doada, mas você continua usando. Por quê? Se ela não é boa para outras pessoas, também não é boa para você, e esse é o momento de se desfazer dela. Caso contrário, você pode doá-la (se, de fato, não quiser mais a peça no seu guarda-roupa) ou rebaixá-la para roupas que você usa dentro de casa.

limpar o armário

 (nzphotonz / Thinkstock/Getty Images)

4.’É possível combiná-la com outras peças?’

É fácil combinar essa peça com outras roupas do seu  guarda-roupa? Você tem dificuldade de combiná-la? Ou é algo único que você usa só de vez em quando, porque ela não vai bem com as outras roupas que você tem no armário?

Mas… e agora?

Muito bem, você fez as perguntas, mexeu em cada uma das peças do seu guarda-roupa…. E agora? Faça uma pilha com as peças que decidiu tirar do seu guarda-roupa. Mantenha-as guardadas, por perto, por algumas semanas. Se o seu estilo ficar mais coeso e bem definido sem elas, ótimo! Elas não precisam de um espaço no seu armário mesmo.

As peças que têm um sentimentalismo por trás (como o vestido que você usou na sua festa de formatura ou aquela antiga camisa de seda da sua avó), podem ser doadas para um lugar que vai reaproveitar de verdade essas peças e onde elas vão ganhar vida nova. Você pode vendê-las para um brechó, dá-las para uma amiga cujo estilo combina muito bem com aquele item ou transformá-la em uma obra de arte – é comum pessoas enquadrarem camisetas que um dia foram especiais, como a de um show marcante.

Veja também

Depois de todo esse processo, é importante você ter um plano de ação para repor modelos que vão fazer falta no seu armário (como malhas de inverno que ficaram muito largas e perderam a forma com o tempo ou jeans que você usava todos os dias e agora estão muito desgastadas para ainda serem usadas).

Uma dica é fazer essa bateria de substituição por estações: se estamos perto do inverno, foque em peças que você vai usar agora, para depois pensar nos modelos que vai precisar para o verão.

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s