Quais são os tamanhos mínimos e layouts mais comuns para banheiros

Item básico no projeto das casas e apartamentos, veja qual é o menor espaço que eles podem ocupar

Por Redação Atualizado em 13 Maio 2021, 17h43 - Publicado em 15 Maio 2021, 08h00
Shai Gil/Casa.com.br

Ao falarmos de banheiros, diversas questões culturais entram em cena. O vaso sanitário onde se senta é mais comum no mundo ocidental. No oriente, fazer as necessidades na posição agachada é corriqueiro e a peça é geralmente chamada em português de vaso sanitário ao estilo turco.

A organização com um vaso sanitário, uma pia (lavatório) e um chuveiro, banheira, ou ambos também não é disseminada em todo mundo. Em alguns países, divide-se o espaço do vaso sanitário do local para banhos, como duas salas separadas. Em outros, a utilização dos bidês continua sendo popular.

Gabriel Fernandes/Casa.com.br

Sendo um dos menores cômodos e dos mais complexos de uma residência, por conter equipamentos e diversas instalações hidráulicas, é imprescindível que seu projeto seja muito bem pensado. Mesmo conscientes de sua importância, geralmente, em um projeto esse é um espaço que acaba sendo reduzido ao máximo para permitir que outros ambientes fiquem mais confortáveis.

Renato Navarro/Casa.com.br

Ainda que seja um local de permanência reduzida, algumas considerações devem ser feitas para que ele seja confortável, mesmo que tenha dimensões muito reduzidas. Um banheiro mal projetado pode ser um enorme aborrecimento, além de ser altamente custoso fazer modificações posteriores. Veja quais são as dimensões mínimas e ideais para banheiros residenciais.

Eduardo Souza/ArchDaily

Em uma organização tradicional de vaso sanitário, lavatório e chuveiro, é possível conseguir um banheiro funcional de cerca de 2,4 metros quadrados. Quando o intuito é projetar um banheiro mínimo, ter em mente algumas medidas é vital, sobretudo do espaço livre a ser deixado em torno dos equipamentos.

Na figura abaixo vê-se o mínimo possível e as dimensões ideais a serem deixadas para um adequado uso de vasos sanitários, lavatórios e chuveiros, respectivamente.

Continua após a publicidade

Eduardo Souza/ArchDaily

Com essas dimensões em mente, é possível desenvolver variações, que deverão ser adequadas para cada situação e possibilidades de localização de janelas, portas, estrutura e até pontos de esgoto. As possibilidades são diversas, mas duas plantas tradicionais para banheiros pequenos são mostradas abaixo.

Eduardo Souza/ArchDaily

A configuração quadrada permite medidas muito enxutas, mas compromete um pouco o espaço do chuveiro, que acabará em uma esquina. Nesse caso, dificilmente o arquiteto poderá abrir mão de um box, com portas de correr ou com dobradiças.

Reprodução/Casa.com.br

Já na opção retangular, o espaço de circulação é mais limitado, mas a área do chuveiro acaba mais livre. Isso, inclusive, permite dispensar a utilização de box de banheiro, podendo economizar alguns centímetros preciosos e algum dinheiro. Além disso, o comprimento geralmente combina melhor com a dimensão de um dormitório tradicional, o que pode facilitar a resolução na planta.

Eduardo Souza/ArchDaily

Em ambos os casos, é possível alterar elementos de lugar, e mesmo as portas. Geralmente é mais agradável, ao abrir a porta, ficar de frente para a pia do que o vaso sanitário. Mas cada projeto e arquiteto possui suas preferências e seus truques quando se trata de resolver plantas de banheiro. Desde que tomadas as devidas precauções, as possibilidades são diversas.

Em banheiros, como neste projeto de Fernanda Campiolo, o azul é super bem-vindo, pois remete ao mar e aos elementos naturais trazendo tranquilidade Divulgação/Casa.com.br

*Via Archdaily.

Continua após a publicidade

Publicidade