20 espécies de cactos no quintal

Passa de 20 o número de espécies cultivadas neste cactário

Por Reportagem visual Carolina Diniz | Foto Zé Gabriel Atualizado em 15 dez 2016, 11h32 - Publicado em 7 ago 2014, 21h50
01-floresta-de-cactos

O quintal de Tatá e Fernando mede só 9 m2, mas o arquiteto e paisagista paulistano Cezar Scarpato, dono do espaço, nunca ouviu reclamações. Brincadeiras à parte, os simpáticos jabutis que moram neste jardim motivaram a construção do espelho-d’água e inspiraram o profissional a investir em plantas escultóricas de clima seco a fim de compor um cactário. “O local recebe bastante sol. Tive o cuidado de manter o solo bem arenoso para facilitar a drenagem”, detalha. Entre os xodós, estão as delicadas suculentas rosa-de-pedra e o coloridíssimo mandacaru-brasil, que se veste de verde e amarelo. “Além da variedade de tons verdes, algumas espécies produzem fores e frutos”, revela. A seguir, veja os cuidados na criação da área.

Distribuição inteligente

Colocadas mais atrás, perto do muro, as plantas altas não encobrem as menores. As suculentas, baixinhas e sem espinhos, tomam a frente.

Base elevada

Continua após a publicidade

“Se o jardim ficasse na altura do chão, os jabutis pisoteariam as suculentas. A murada de pedramadeira é um obstáculo e tanto para eles”, observa o paisagista.

Parque de diversões

Originários de regiões secas, os animais adoram locais úmidos. O pequeno e raso espelho-d’água serve não só para eles matarem a sede como também para se refrescarem em dias de muito calor.

Restaurante pendente

Entre as espécies plantadas nesta parede verde, encontram-se capuchinha e morango. A dupla come apenas o que alcança, e o cardápio gourmet se recupera naturalmente.

Continua após a publicidade

Publicidade