Casa Created with Sketch.

10 inspirações da CASACOR Rio Grande do Sul 2019 para o seu lar!

Saiba que tendências estão sendo usadas na mostra gaúcha e quais delas vale a pena inserir em casa!

Suíte Mon Amour, pela arquiteta Cintia Aguiar.

Suíte Mon Amour, pela arquiteta Cintia Aguiar. (Cristiano Bauce/Divulgação)

Em sua 28ª edição, a CASACOR Rio Grande do Sul traz como novidade a criação de ambientes amplos de pé direito duplo e integrados, como lofts, apartamentos inteiros e uma área com restaurantes e café.

Neste ano, a mostra ocupa 4.100 m² do antigo Hospital da Criança Santo Antônio, com as últimas tendências do universo da arquitetura e do design. Para você que anda buscando ideias para reformar a casa ou dar uma renovada no décor, confira abaixo 10 inspirações que o evento traz para o seu lar!

Cor

Studio Slim, por Daniel Wilges.

Studio Slim, por Daniel Wilges. (Cristiano Bauce/Divulgação)

A cor pode ser um elemento de grande importância no espaço. No Studio Slim de Daniel Wilges, por exemplo, o esquema monocromático surpreende no studio de 50 m², com paredes de textura aveludada. O traçado conciso e linear, assim como a transparência do vidro e o azul abundante, suaviza a presença de materiais característicos do profissional: cimento queimado, rochas e a madeira natural no assoalho.

Cozinha bem resolvida e organizada

Linear House, por Renato Ferrari.

Linear House, por Renato Ferrari. (Cristiano Bauce/Divulgação)

Quem não ama um ambiente bem organizado, não é? Aqui, a linearidade foi a solução encontrada para coordenar todos os espaços em uma casa de 3 metros de largura por 18 de comprimento, totalizando 56 m²Para quebrar o padrão, a cozinha ficou entre a sala de jantar e o living, afirmando-se como o coração da casa. E, buscando otimizar ainda mais a área, a iluminação foi distribuída em rasgos nas paredes, como um elemento geométrico adicional. 

O rosa instagramável

Lavabo Tri Suave, pela arquiteta Marilia Zimmermman.

Lavabo Tri Suave, pela arquiteta Marilia Zimmermman. (Cristiano Bauce/Divulgação)

Em alta no Instagram, o rosa escolhido para compor o Lavabo Tri Suave é uma ótima aposta para revestir suas paredes. O ponto de partida para o ambiente na mostra veio da arquitetura do prédio histórico, com suas varandas de arcos sequenciais, citados nos espelhos do ambiente. Outra inspiração partiu das cores favoritas do ano, que protagonizam o espaço.

A iluminação cumpre o papel de trazer movimento e profundidade. Já o piso é composto por pequenas peças de porcelanato em seis tonalidades, da coleção JoyMz, assinada pela arquiteta. 

Uso de revestimentos em harmonia com peças de design e de arte

Espaço Singular, por Aclaene Mello e Gabriela Ordahy.

Espaço Singular, por Aclaene Mello e Gabriela Ordahy. (Divulgação/Casa.com.br)

Neste espaço único de mobília toda assinada, algumas paredes foram deixadas inacabadas, intencionalmente, impondo um ar sofisticado e provocadorPara equilibrar, foi inserido painel escultural em ripas de MDF. Estes elementos, junto às obras de arte originais de Tomie Ohtake, Paulo Becker e outros, criam um espaço hiper harmônico que faz uma conexão entre revestimentos e peças artísticas e de design. É uma ótima dica para quem curte um pequeno toque de arte em casa.

A união do calor da madeira com a sobriedade do cinza

Ambiente Felicità, por Joana Deicke e Maria Manoela Bento Pereira.

Ambiente Felicità, por Joana Deicke e Maria Manoela Bento Pereira. (Cristiano Bauce/Divulgação)

Estabelecer conversa e harmonia entre as cores também é uma tendência. Ela está, inclusive, presente no espaço Felicità, onde living e gabinete compartilham 56 m², exibindo o calor da madeira nas treliças que vestem as paredes e nos tacos de Tauari no piso. Com o o mármore escovado que se impõe, o calor da madeira e a sobriedade do cinza se completam, criando um espaço super convidativo e aconchegante. 

Verde, conforto e aconchego

Oásis Urbano, por Mariana Ordahy.

Oásis Urbano, por Mariana Ordahy. (Cristiano Bauce/Casa.com.br)

E, por falar em aconchego, sabemos que oásis reais ou imaginários, quando alcançados, são garantia de paz e prazer estético. Foi com esta proposta que o ambiente contemporâneo e minimalista de Mariana Ordahy une área de convivência e lavatórios. O sofá de couro verde, junto ao jardim suspenso suportado pela prateleira de aço escovado, garante um espaço de conforto, que remete à natureza.

Uma ode ao design brasileiro

Sala Brasileira, por Caroline Kreling.

Sala Brasileira, por Caroline Kreling. (Cristiano Bauce/Divulgação)

Support your own local designers! É sempre um acerto apostar no design nacional, e foi isso que fez Caroline Kreling em sua Sala Brasileira na mostra. O espaço oferece aos visitantes um panorama recente do design brasileiro e reúne peças icônicas, como as poltronas Bola de Latão, de Lina Bo Bardi, ao lado de criações mais contemporâneas.

A sala conta ainda com o aparador aéreo Elle de Jader Almeida, compondo com a tela de Paulo Pasta e o aparador da Nada se Leva, junto com o quadro de Xandalú. Ao centro, fica a mesa do Estúdio Bola. Materiais característicos do Brasil foram valorizados, como a madeira Pau Ferro, o latão e a palha natural

O velho e amado tijolinho aparente

Suíte Nature, por Fernanda Paim e Elisa Martins.

Suíte Nature, por Fernanda Paim e Elisa Martins. (Cristiano Bauce/Divulgação)

Os tijolinhos aparentes, além de versáteis, garantem aos espaços um toque industrial. Em alta, eles também são uma tendência especial para você inserir em casa. Na Suíte Nature, são eles, junto ao cimento queimado do piso e aos detalhes em pedra natural, que trazem o aconchego ao quarto da dançarina de balé.

A dualidade de cores e linhas retas

CasaVinteCinco, por Juca Cruz.

CasaVinteCinco, por Juca Cruz. (Cristiano Bauce/Divulgação)

Outra ideia em alta, que ajuda a fugir do comum, é o jogo entre cores e linhas retas. A CasaVinteCinco, de Juca Cruz, por exemplo, buscou se adaptar às constantes mutações e evoluções do dia a dia, e aplicou no ambiente a força das linhas simples e a dualidades de coresSóbrio, elegante e confortável, o espaço usa contrastes, mas sem perder a harmonia entre os elementos que o compõem.

Um cantinho da casa para trabalhar

Home Office do Casal, por Fernando Ghiggi, Luciana Consigo e Renata Troggian.

Home Office do Casal, por Fernando Ghiggi, Luciana Consigo e Renata Troggian. (Cristiano Bauce/Divulgação)

Cada vez mais em alta, o home office é um cantinho de trabalho dentro de casa. Mas, vamos combinar: este espaço não precisa ter, obrigatoriamente, a cara de um escritório real, não é? Com o décor certo, é possível tornar o ambiente bem especial e tirar toda a seriedade inata ao trabalho.

Para trabalhar e, ao mesmo tempo, relaxar e se conectar com a natureza, o Home Office do Casal recebeu um design biofílico. Nestes 18 m², a impressão é de estar no sótão de casa, com aconchego e peças escolhidas. 


CASACOR Rio Grande do Sul 2019

Quando: 23 de julho a 08 de setembro de 2019 (de terça-feira a sexta-feira, das 15h às 20h30min; aos sábados, das 12h às 20h30min; e domingos e feriados, das 12h às 20h).

Onde: Antigo Hospital da Criança Santo Antônio – Av. Ceará, 1549.

Quanto: Ingressos aqui.

Mais informações: casacor@casacor-rs.com.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s