A maior exposição dos Irmãos Campana invade o MAM-Rio

De 14 de março a 17 de maio, a mostra celebrará a trajetória dos 35 anos da dupla no MAM

Por Editora Olhares / Janela 4 mar 2020, 14h00
Reprodução/Casa.com.br

Depois de ocuparem em 2017 o Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, Fernando e Humberto Campana se preparam para tomar outro importante edifício da arquitetura brasileira: o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM-Rio), obra modernista do arquiteto Affonso Eduardo Reidy (1909-1964), no Flamengo.

Reprodução/Casa.com.br

Sob o título “Irmãos Campana – 35 revoluções”, essa será a maior exposição dedicada aos designers, com instalações inéditas e obras desenvolvidas ao longo das últimas décadas. “Queremos deixar mensagens, tocar o coração das pessoas pelo design e pelas questões ambientais abordadas”, afirmou a dupla em entrevista exclusiva.

“O MAM é um espaço arquitetônico interessante, sempre quisemos fazer algo aqui. A exposição demonstra um certo conflito entre nosso trabalho e as linhas modernistas do edifício.”

Continua após a publicidade

Reprodução/Casa.com.br

Imersiva e provocadora, a mostra se estenderá pelos 1,8 mil m² do segundo andar do museu com seis grandes instalações e um conjunto de mais de cem peças, nas quais sobressaem questões como a capacidade de integrar referências artesanais e industriais à produção, a ousadia formal e material, o intenso flerte com o surrealismo e a acentuada preocupação ambiental.

Quer saber mais? Então confira o conteúdo completo da Olhares.News clicando aqui!

Continua após a publicidade

Publicidade